Projeto é desenvolvido por representantes de instituição religiosa (Leo Santos)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Projeto é desenvolvido por representantes de instituição religiosa (Leo Santos)
Publicidade - Anuncie aqui

O projeto Mãos Que Ajudam, desenvolvido pela Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, terá nova etapa neste sábado (15).

Desta vez, a ação humanitária estará presente em dois supermercados do município: Antonelli, no Jardim Soares, e Penha Center, unidade do bairro dos Prados. O objetivo é arrecadar donativos que serão repassados ao Lar São Vicente de Paulo.

Nestes dois estabelecimentos, voluntários do projeto solicitarão aos consumidores as doações de bolachas de água e sal ou de amido de milho (maisena), produtos utilizados em larga escala na dieta dos idosos residentes na instituição de longa permanência. De acordo com um dos integrantes do projeto, Paulo Sutto, a ação será desenvolvida simultaneamente nos dois supermercados entre 8h00 e 16h00. “Nossa expectativa de arrecadação depende muito da colaboração das pessoas, mas gostaríamos de arrecadar, no mínimo, perto de 300 pacotes de bolachas”, frisou.

Ainda conforme detalhado por Sutto, a ação mobilizará aproximadamente 25 pessoas entre jovens e adultos membros da instituição religiosa. “Peço a colaboração de todos nessa campanha para ajudar as pessoas idosas. Um pequeno gesto de doar um produto que custa tão pouco pode fazer uma grande diferença pra eles. Nós estaremos nos supermercados, mas quem preferir também pode fazer as doações diretamente no Lar São Vicente de Paulo. Com certeza as pessoas que colaborarem vão se sentir bem com a atitude”, finalizou.

O Mãos que Ajudam é um programa permanente de ajuda humanitária e de serviço comunitários que mobiliza milhares de voluntários de todas as idades, membros d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Com o lema de ‘estender a mão a quem precisa’, a iniciativa promove campanhas sociais e firma parcerias com entidades, empresas, organizações e governos para buscar apoio às pessoas menos favorecidas em comunidades ou em asilos, orfanatos e creches, por exemplo. “Por meio de serviço altruísta, doamos parte do nosso tempo para levar esperança onde existe aflição, alívio onde há dor e amor onde há desprezo. Estamos sempre prontos para ajudar a limpar, reformar e fazer a manutenção de escolas e outros lugares públicos, preservar o meio ambiente, apoiar campanhas comunitárias e participar de projetos que visem a conservar o bem coletivo”, diz a descrição do programa no site oficial (www.maosqueajudam.org.br).

Publicidade - Anuncie aqui