Parceria levou mais itens ao acervo do museu (Divulgação)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Parceria levou mais itens ao acervo do museu (Divulgação)
Publicidade - Anuncie aqui

Uma parceria entre a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e a Etec ‘João Maria Stevanatto’ resultou em novo acervo permanente para o Museu Histórico e Pedagógico ‘Comendador Virgolino de Oliveira’, em Itapira.

Intitulado “As geociências do município de Itapira: análise de aspectos geográficos, químicos e biológicos” o projeto é resultado de uma mostra científica realizada pelos alunos da Etec durante o ano de 2016.

A abertura oficial da exposição está agendada para este domingo, 28, às 10h30, quando os alunos irão ministrar uma palestra sobre o trabalho desenvolvido e apresentarão os resultados da pesquisa.

Unindo as matérias Geografia, Química e Biologia, e orientados pelos professores mestres em ciência Sidnei de Lima Júnior (química), Luciana Menezes (biologia) e também do professor Diógenes Almeida (geografia), os alunos coletaram amostras de rochas por toda a cidade de Itapira, em suas zonas urbana e rural. “Durante algumas reuniões, os professores se propuseram a trabalhar utilizando de abordagens integradas, conhecidas como interdisciplinares. Estas abordagens foram estruturadas durante um mês. Decidiu-se, então, tratar sobre aspectos geocientíficos do município de Itapira, enfatizando fatores relacionados à Química, Geografia e Biologia”, explicou o professor Sidnei de Lima.

Através de visitas técnicas com monitoramento doss professores, os alunos participaram de atividades experimentais e de pesquisa com enfoque investigativo a partir de amostras, documentos e dados relacionados a aspectos inerentes ao município, que resultou em diversas apresentações ao longo do 3º bimestre do ano passado. Uma apresentação única e aberta ao público foi feita em 25 de novembro.

O professor Sidnei de Lima apresentou o projeto à Secretaria de Cultura e Turismo no dia 13 de abril, quando foi recebido pelo secretário Tiago Fontolan, pelo diretor Ricardo Pecego e pelo curador do museu, Éric Apolinário. Na oportunidade, ele ofereceu ao museu toda a coleção de rochas e material informativo produzido pelos estudantes.

O trabalho também foi enviado ao 46º Congresso Mundial de Química, organizado pela IUPAC (Internacional Union Pure and Apllied Chemistry) e a SBQ (Sociedade Brasileira de Química), que pela primeira vez será sediado no Brasil durante o mês de julho. “A proposta de apresentação foi aceita e será elaborada pelos próprios professores no evento, que contará ainda, com a presença de quatro celebridades das áreas abarcadas pelas ciências Químicas que receberam Prêmio Nobel durante suas carreiras”, concluiu Lima.