Patrick mostra pés de alface prejudicados pelo gelo (Luiza Caporalli/ItapiraNews)

O frio intenso que atingiu Itapira nesta semana trouxe prejuízos a diversos agricultores que sobrevivem de suas plantações.

Entre eles está Patrick da Silva, de 22 anos, que pela primeira vez viu a geada chegar e praticamente acabar com a lavoura no Sítio São José, situado nas proximidades da região da Santa Fé.

Na semana anterior, ele já havia percebido que muitas verduras haviam ficado queimadas. Mas, na madrugada da última terça-feira (20) a coisa foi bem pior.

“Quando olhei para a horta me deu vontade de chorar. Fiquei mal o dia todo”, desabafa. Junto do pai Osmar e do irmão Walace, Patrick cultiva diversas hortaliças na propridade,

Mas o carro chefe do negócio familiar com venda para supermercados e também em feiras são os pés de alface, que foram os grandes prejudicados pelo fenômeno da natureza. Há três anos cultivando a horta, ele não havia enfrentado uma situação dessas.

Fenômeno trouxe prejuízos a agricultores (Luiza Caporalli/ItapiraNews)

“O alface é nosso carro chefe, é o o que mais sai e perdemos tudo, as crespas, as americanas, as lisas, estavam todas nascendo e agora parece que pegaram fogo de tão prejudicadas”.

Segundo ele, o prejuízo provocado pela geada chega a R$ 4 mil. “Há previsão para mais geada em agosto. Pretendemos colocar lonas e cobrir a horta assim que o tempo começar a mudar”, conta.

Apesar das perdas, Patrick afirma que hortaliças como cebolinha e salsinha sobreviveram à geada e lembra que tudo estará disponível na banca da feira da Vila Boa Esperança, onde a família costuma vender aos sábados, junto de outros tipos de legumes e verduras colhidos anteriormente.

Print Friendly, PDF & Email

Publicidade - Anuncie aqui