Trabalho é exigido por lei e acontece regularmente para checar se a impermeabilização do solo está funcinando adequadamente (Divulgação)
publicidade

A água dos poços de monitoramento espalhados pelo Aterro Sanitário Municipal e adjacências foram coletadas para análise referente à contaminação do solo.

Uma empresa especializada foi contratada pela Sama (Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente) para fazer a avaliação e, assim, cumprir os requisitos da legislação ambiental e da licença de operação do aterro.

A Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) publicou em 2005, e atualizou em 2014, uma lista preliminar de valores orientadores para proteção da qualidade dos solos e das águas subterrâneas.

Os índices foram estabelecidos para agilizar e facilitar as decisões visando a prevenção e controle de algum tipo de poluição.

Técnicos da Sama explicaram que essa não foi a primeira coleta de água para análise e que a pasta mantém um monitoramento contínuo dos valores de referência, sempre com resultados satisfatórios.

“Isso indica que a impermeabilização do solo está funcionando adequadamente e evitando qualquer tipo de contaminação”, garante nota emitida pela Prefeitura.

Print Friendly, PDF & Email

Publicidade - Anuncie aqui