Governador durante inaugurações em Itapira (Gilberto Marques/A2 Imagens/Governo de São Paulo)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin(PSDB), conheceu na manhã desta sexta-feira (29) as instalações da nova unidade do Laboratório Cristália em Itapira, que já opera como Centro de Distribuição da empresa. A visita aconteceu durante a estadia do tucano no município para a inauguração das vias marginais e acessos construídos na Rodovia SP-147 (Itapira-Mogi Mirim).

Acompanhado do prefeito José Natalino Paganini (PSDB), dos deputados Barros Munhoz (PSDB) e Silvio Torres (PSDB), do presidente da Câmara Municipal Maurício Cassimiro de Lima e do co-fundador e presidente do Conselho Diretivo do Cristália, Ogari de Castro Pacheco, Alckmin caminhou  pela nova unidade juntamente de outros colaboradores. A visita também foi acompanhada pela imprensa.

Alckmin conheceu novas instalações do Centro de Distribuição e elogiou empresa

Na sequência, Alckmin, diretores da empresa e outras autoridades participaram da solenidade oficial de inauguração do Centro de Distribuição. Ao discursar, o governador destacou a “importância da ciência” e enalteceu a companhia farmacêutica itapirense. “Não é apenas uma fábrica. O Cristália produz tecnologia e inovação, e inovação é o motor do progresso. É isso o que o Cristália faz. É um centro à frente em termos de tecnologia e produção de moléculas. Aqui se faz ciência e pesquisa, se agrega valor”, disse.

As novas instalações permitiram ao Cristália transferir seu Centro de Distribuição, abrindo assim espaço para ampliar sua atividade industrial na unidade principal, também às margens da mesma rodovia, já no trecho Itapira-Lindóia. O novo Centro de Distribuição opera em uma área com 120 mil metros quadrados, sendo 16 mil metros quadrados de área construída. A criação da nova unidade e a ampliação das atividades no complexo principal, segundo a empresa, permitiu a geração de 480 novos postos de trabalho, com investimento que superou a marca de R$ 400 milhões.

Unidade V foi implantada às margens da Rodovia SP-147