Fake News: as chamadas "notícias falsas" se tornaram um grande problema na internet (Ilustração)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

Nos últimos dias, voltou a circular em Itapira e também em cidades da região a falsa informação de que coletes, bolsas e crachás pertencentes a agentes de saúde.

O “comunicado” em tom alarmista, típico das notícias falsas (fake news), alerta que os materiais seriam utilizados pelos bandidos para ter acesso facilitado a residências e assim promover furtos e roubos.

No entanto, tudo não passa de mentira. O boato, inclusive, já é bastante antigo. Ainda em 2015, quando muitas cidades enfrentavam o surto da dengue, a falsa notícia se espalhou por várias localidades do país, provocando ainda mais pânico na população.

Comunicado é falso (Reprodução)

Basta uma rápida pesquisa no Google para descobrir que o suposto furto de crachás e coletes dos agentes de saúde já “passeou” por cidades como Natal (RN), Piracicaba (SP), Uberlândia (MG), Fortaleza (CE) e muitas outras localidades em diferentes estados.

Desta fez, com a volta do boato, cidades mais próximas de Itapira, como Mogi Guaçu, tiveram comunicados publicados pelas prefeituras desmentindo a informação propagada pelas redes sociais. Em Itapira, uma página também postou o comunicado falso, obtendo centenas de compartilhamentos. Mesmo com diversos alertas de internautas de que se trata de fake news, a postagem não havia sido removida até esta segunda-feira (5).