Alunos se engajaram em ação social no Objetivo (Paulo Bellini/ItapiraNews)
publicidade

Com o objetivo de transcender o espaço acadêmico para as vivências do mundo real, os alunos do 7ª Ano do Colégio Objetivo de Itapira iniciaram a campanha ‘Doe Felicidade’.

A campanha busca arrecadar leite e brinquedos em bom estado para destinar às crianças da Casa Transitória ‘Flávio Zacchi’.

As doações podem ser feitas até o dia 28 de outubro na sede da escola, na Avenida Rio Branco, 472, na região central da cidade.

A atividade ocorre sob a supervisão da professora de Língua Portuguesa Roberta Rodrigues Pereira de Souza e da condenadora Lisamara Franciosi de Souza.

“O projeto surgiu na própria sala da aula enquanto estávamos discutindo sobre o o curta-metragem ‘Ilha das Flores’ e sobre a história do profeta Gentileza. Começamos a falar sobre voluntariado e, como os alunos demonstraram muito interesse, achei interessante envolvê-los em uma campanha real”, conta Roberta.

A campanha foi totalmente desenvolvida pelos alunos – desde a escolha do nome até a divulgação e criação de slogan. De acordo com a professora, cada etapa da campanha está sendo trabalhada como parte da ementa da aula.

Campanha surgiu a partir de assuntos tratados na sala de aula (Paulo Bellini/ItapiraNews)

“Trabalhamos a campanha utilizando gêneros textuais, começamos desenvolvendo uma campanha publicitária, passamos por uma pesquisa quantitativa e qualitativa e posteriormente fizemos um texto jornalístico. A próxima etapa é criar um podcast sobre a campanha”, explica.

Os alunos representantes do projeto, Davi Marinelli Cardoso de Costa e Davi Ricardo Bittencourt, ambos de 13 anos, dizem estar bem felizes com a experiência.

“Estou muito feliz, não estava levando muito a sério, mas quando vi que estava dando resultado e as caixas estavam ficando lotadas comecei a ficar muito entusiasmado”, conta Davi Ricardo.

“Tenho ficado muito animado, principalmente na hora de redigir os textos, me aproximou da Língua Portuguesa e me motivou muito”, completa Davi Marinelli, autor do texto jornalístico divulgado nas redes sociais do colégio.

“Fico feliz por eles estarem transcendendo o espaço físico e ajudando a sociedade, esse é o aluno do século 21, eles estão usando o conhecimento em prol de uma sociedade melhor”, conclui Roberta.

Print Friendly, PDF & Email

Publicidade - Anuncie aqui