Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

Dois amigos, consciência ambiental, senso de cidadania e boa vontade. Assim pode ser resumida uma ação socioambiental desenvolvida de forma voluntária na manhã do último sábado (18) em Itapira.

O vendedor Luis Henrique Ferrarini, 43, e o metalúrgico Luís Roberto da Silva, 43, se uniram para retirar um grande volume de detritos – sendo a maioria garrafas pets – do leito do Ribeirão da Penha.

Castigado pela falta de cuidado de muitas pessoas que bebem de sua água, o rio acumula muito lixo em diversos pontos de seu curso na zona urbana na cidade. A ação dos dois amigos concentrou esforços de limpeza nas proximidades da antiga Baia dos Prados, na Avenida dos Italianos.

Por ser um ponto em que o ribeirão faz uma curva, muitos detritos que vão parar no rio costumam se acumular no trecho, ficando presos a galhos e árvores das margens. “A ideia surgiu depois de constatarmos a situação durante caminhadas pela Avenida dos Italianos. É uma ação totalmente autônoma e identepende, sem qualquer vínculo com política, religião, nada, somente a vontade de colaborar com a melhoria e preservação do nosso meio ambiente”, disse Ferrarini.

Ao todo, o material retirado encheu mais de 30 sacos de lixo. O plástico pode demorar cerca de 400 anos para se decompor totalmente quando descartado de forma irregular, na natureza. “Com essa atitude, esperamos incentivar outras pessoas a fazerem o mesmo, também de forma voluntária”, completou o vendedor.