Prefeitura desencadeou ações de nebulização na região em que macaco foi encontrado (Divulgação)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Prefeitura desencadeou ações de nebulização na região em que macaco foi encontrado (Divulgação)
Publicidade - Anuncie aqui

A Secretaria Municipal de Saúde de Amparo (SP) confirmou a morte de um macaco contaminado pelo vírus da febre amarela na cidade. É o primeiro caso confirmado neste ano em toda a região de Campinas.

A notícia mobilizou equipes da Sucen (Superintendência de Controle de Endemias) da Secretaria de Estado da Saúde, que enviou técnicos para atestar a presença do mosquito Haemagogus, transmissor da febre amarela silvestre.

A confirmação de que a morte do macaco foi causada pela febre amarela chegou há uma semana, segundo a Prefeitura da cidade. Inicialmente, a Sucen promoveu uma varredura nos bairros dos Rosas, Boa Vereda e Areia Branca, região onde o primata foi encontrado.

Outros cinco macacos encontrados mortos na cidade também foram encaminhados para exames no Instituto Adolfo Lutz, na capital paulista e ações de nebulização foram realizadas nos bairros da zona rural. Apesar de não haver casos da doença em humanos, a população da cidade, estimada em aproximadamente 70 mil habitantes, deverá ser vacinada por precaução. A imunização terá início no bairro dos Rosas, onde o animal foi encontrado.