Prefeitura de Itapira garante que autuações começam ainda este ano (Paulo Bellini/ItapiraNews)
publicidade - anuncie aqui

O procedimento de autuação dos motoristas infratores por meio das lombadas eletrônicas instaladas há mais de um mês em três vias do município continua sem data oficial para começar.

O período de 30 dias de testes dos equipamentos foi encerrado na quinta-feira (29).

A Prefeitura de Itapira garantiu que inicia ainda este ano a aplicação de multas para quem não respeitar a velocidade permitida nos trechos, mas depende da colocação de câmeras que permitam identificar também as motocicletas e da homologação dos dispositivos.

‘As autuações serão feitas sim, porém o Departamento de Trânsito aguarda o Detran-SP (Departamento Estadual de Trânsito) para instalação das câmeras para autuar motos e também para homologação das lombadas’, desatacou nota encaminhada à reportagem do Itapira News pela Assessoria de Comunicação da administração municipal.

O comunicado reforçou também que ‘após esse procedimento, as autuações serão feitas aos infratores. Porém, o Detran-SP não estabeleceu data para a vistoria e homologação dos dispositivos’.

As lombadas instaladas na Rua 24 de Outubro, na área central da cidade; Rua Antônio Pugina, no Brás Cavenaghi; e na Avenida Prefeito David Moro Filho, no bairro Santa Fé, possuem somente câmeras frontais, incapazes de fotografar as chapas traseiras das motos.

Em entrevista ao portal no dia 13 de fevereiro, o diretor do Departamento de Trânsito da Secretaria Municipal de Defesa Social, Luiz Gustavo Pereira, havia antecipado que não existia data definida para que os equipamentos iniciassem a autuação dos infratores.

O funcionamento continua a título de medida educativa, mesmo passado os 30 dias de testes. Nas três vias a velocidade máxima permitida é de 40 quilômetros e a fiscalização digital ocorre apenas em uma mão de direção. O equipamento possui uma torre com marcador eletrônico e opera 24 horas por dia.

A luz verde no marcador confirma que a velocidade está no limite permitido. Também há indicações nas cores amarela (próxima do limite) e vermelha (máxima ou acima), neste último caso inclusive com a veiculação de uma mensagem de alerta.

As lombadas fazem parte do convênio com o Programa Respeito à Vida, firmado pela Prefeitura de Itapira junto ao órgão estadual. O termo data de julho de 2022, mas entraves burocráticos atrasaram a transferência de recursos materiais avaliados em R$ 1,2 milhão.

Print Friendly, PDF & Email
Publicidade - Anuncie aqui