Simone, Elisabete e Júlio na horta criada no Della Rocha: espaço revitalizado (Paulo Bellini/ItapiraNews)

Uma área que até pouco tempo atrás era utilizada como ponto de descarte irregular de lixo e entulho acabou sendo ocupado por uma horta comunitária que vem chamando a atenção em Itapira.

O espaço fica na Rua Luiz Antônio Destro, no bairro Della Rocha II, e passou a ser cultivado há cerca de três meses pelo casal de autônomos Diego Henrique de Fátima, 33, e Elisabete Júlio Accessor.

A ideia ganhou o apoio da vizinhança, que passou a colaborar com doação de mudas ou mesmo de recursos financeiros para manutenção da horta. As diversas espécies de legumes e hortaliças cultivadas de maneira totalmente orgânica acabam sendo revertidas à própria comunidade, gratuitamente.

“Algumas pessoas ajudam na manutenção, com doações de mudas ou com dinheiro, e assim vamos indo”, comenta Elisabete.

Diego cuida do espaço que antes acumulava detritos (Paulo Bellini/ItapiraNews)

A ideia surgiu durante o período mais duro de isolamento social provocado pela pandemia e serviu até mesmo como uma válvula de escape de todo o clima de tensão gerado pela crise sanitária e econômica que assola o país.

Agora, a intenção é manter a horta e cultivar cada vez mais espécies. “Não esperávamos que ia dar esse resultado, criamos a horta em poucos dias, começamos a cuidar e tem sido ótimo, agora é manter a atenção total no projeto”, destaca Diego.

Moradora do bairro e também envolvida com a horta, Simone Aparecida Frugoli, 38, conta que o projeto vem chamando a atenção não apenas da vizinhança, mas também de moradores de outras regiões da cidade.

Hortaliças e legumes são distribuídos à comunidade (Paulo Bellini/ItapiraNews)

“Antes nesse local era um depósito irregular de lixo, mas hoje são depositadas apenas sementes e mudas”, enfatiza. Vale lembrar que há projetos tanto da Prefeitura quando na Câmara Municipal que versam sobre a criação de hortas em bairros do município.

“Provavelmente essa horta do Della Rocha servirá de exemplo para outras partes da cidade”, comenta Simone.

O assunto referente às hortas, inclusive, foi tema de reunião recente entre técnicos da Sama (Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente), Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto), Secretaria Municipal de Promoção Social e Setor de Habitação da Prefeitura.

Elisabete e Diego orgulhosos com os resultados da horta comunitária (Paulo Bellini/ItapiraNews)

Pela iniciativa da Prefeitura, basicamente, a ideia é que município autorize o uso de áreas públicas e forneça capacitação, firmando parcerias com voluntários para a criação de mais hortas.

Na Câmara, um projeto de lei sobre o mesmo tema também está em tramitação. Desde 2013, porém, o município já conta com uma lei que regulamenta as hortas comunitárias, mas a administração afirma que as regras deverão ser revisadas e atualizadas.

Print Friendly, PDF & Email

Publicidade - Anuncie aqui