Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

A audiência pública agendada para a próxima terça-feira (7) para debater a proposta de criação da TCL (Taxa de Coleta do Lixo), cujo projeto tramita na Câmara Municipal, será abrigada no auditório do IESI (Instituto de Ensino Superior de Itapira), e não mais no plenário da sede do Poder Legislativo, conforme divulgado anteriormente. A mudança foi confirmada pela Câmara, que optou por um local mais amplo em virtude da expectativa de grande participação popular.

O evento, aberto ao público, terá início às 19h00. O IESI cedeu o uso do espaço situado no Campus da Avenida Rio Branco, 99, no Centro. De autoria do prefeito José Natalino Paganini (PSDB), o PLC (Projeto de Lei Complementar) 16/2017 institui a taxa para subsidiar os serviços de coleta, remoção e destinação do lixo ou resíduos provenientes de imóveis. O tema vem gerando polêmica no município, com forte oposição à criação de um novo tributo. A audiência pública foi convocada pela Comissão de Justiça e Redação da Câmara Municipal.

De acordo com o presidente da Casa, Maurício Cassimiro de Lima (PSDB), o evento contará com as presenças do ex-superintendente do CISBRA (Consórcio Intermunicipal de Saneamento Básico) e ex-secretário de Meio Ambiente de Águas de Lindóia, Hilário Piffer Junior; do diretor de Controle e Licenciamento da CETESB (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), Geraldo Amaral Filho; do gerente da CETESB Luigi Lang; do secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente de Itapira, José Alair de Oliveira; do biólogo da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente de Itapira, Anderson Martelli; e do diretor-financeiro da Prefeitura, Valteir de Freitas.

O presidente da Comissão de Finanças e Orçamento, vereador Carlinhos Sartori, destacou que a audiência servirá para detalhar à população os objetivos do projeto. “A formulação da decisão dos vereadores se dará com base em fatos concretos e informações técnicas e precisas. Por isso, a importância da presença de técnicos ligados a diversos órgãos ambientais que farão a explanação sobre o projeto e sua relevância. Há que se destacar ainda a importância da participação popular neste processo, e nós, enquanto representantes da população, estamos abrindo este canal de comunicação com o cidadão de uma forma geral”, destacou o vereador.

Ainda de acordo com a Câmara Municipal, a sessão ordinária da próxima segunda-feira (6) terá a presença do promotor de Justiça do GAEMA (Grupo de Atuação Especial e Defesa do Meio Ambiente) de Campinas, Rodrigo Sanches Garcia, que explanará sobre as políticas públicas da área aplicadas na sociedade. A sessão foi adiada para segunda-feira em virtude do feriado da última quinta-feira (2), Dia de Finados.