Publicidade - Anuncie aqui também!
Alunos tiveram trabalho avaliado em ciclo de audições (Vagner Sanches/Divulgação)
Alunos tiveram trabalho avaliado em ciclo de audições (Vagner Sanches/Divulgação)
Publicidade - Anuncie aqui

do Portal Megaphone

Terminaram na última sexta-feira (4) as audições dos alunos da Banda Lira Itapirense. O ciclo de avaliações dos grupos de alunos acontecia desde o dia 16 de novembro, com envolvimento de aprendizes dos mais diversos instrumentos.

Na prática, as audições que acontecem todo ano têm por objetivo aproximar os alunos da experiência da apresentação pública, reforçando assim o aprendizado. Todas as avaliações foram abrigadas na sede da Lira, na região central do município, e o evento final ficou por conta da audição dos alunos de clarinete.

O saldo, segundo informou o maestro e diretor artístico da corporação musical, Maurício Perina, foi bastante satisfatório. “O resultado foi muito bom e ficou dentro da expectativa, tanto para os professores quanto para os alunos”, resumiu. Além dos alunos de clarinete, a agenda de audições reuniu aprendizes de metais graves e agudos, flauta transversal, violão, coral e percussão. Em todas as exibições o público se fez presente, sendo a maioria formada por familiares e amigos dos alunos.

Nesta quarta-feira (9), a Banda Lira Itapirense se apresenta no Mercado Municipal (Mercadão), durante a Feira Noturna. O evento faz parte do projeto ‘Quarta-feira Musical’, desenvolvido pela Prefeitura. “Já havíamos mercado essa apresentação anteriormente, mas a chuva provocou o cancelamento. Agora, a expectativa é ainda maior”, finalizou o maestro. O concerto começa às 19h30 e é aberto ao público.

NA PRAÇA

Na manhã do último sábado (5), os aprendizes que participam das bandas Escola e Alpha, também mantidas pela Banda Lira Itapirense, se apresentaram na Praça Bernardino de Campos. Em um concerto com uma hora de duração, os dos grupos executaram diversas peças, algumas de forma conjunta. As atividades também foram bem avaliadas por Perina. “Foi tudo perfeito, parte do repertório foi executada pelas duas bandas. As peças mais avançadas foram apresentadas pela Banda Escola e, para metade dos alunos que fazem parte da Banda Alpha foi a primeira apresentação em público”, comentou o maestro. “Isso é muito rico pra eles, pois já começam a administrar a postura diante do público, experimentando o palco que é totalmente diferente das aulas individuais. É como se fosse um concerto pedagógico, mas feito diante do público”, frisou.

Publicidade - Anuncie aqui