Bebês gambás são resgatados após ficarem órfãos em Itapira

Animais estão em clínica veterinária, população pode ajudar com doação de produto

Gambazinhos terão que tomar leite artificial de duas em duas horas (Divulgação/DPBEA)

Uma família de sete gambazinhos, todos recém nascidos, foi resgatada pela Patrulha Ambiental da DPBEA (Divisão de Proteção e Bem Estar Animal) de Itapira na manhã desta sexta-feira (15). Os animaizinhos foram encontrados em uma residência na Rua Embaixador Pedro de Toledo, área central do município, junto ao corpo da mamãe gambá.

No momento em que foram encontrados, eles ainda tentavam mamar. A suspeita é que a mãe do filhotinhos tenha morrido após ser atropelada ou atacada por algum outro animal, como cachorro, por exemplo. Os gambazinhos foram recolhidos pelo proprietário do imóvel, o chefe escoteiro Fernando Palmieri, e levados à Patrulha Ambiental, que os encaminhou a uma clínica veterinária da cidade.

Lá eles foram acolhidos e receberão leite de duas em duas horas. Não há como ter certeza se todos sobreviverão, mas os que superarem essa fase ruim serão devolvidos à natureza dentro de aproximadamente um mês, segundo informado pelo chefe da DPBEA, Rogério Oliveira. Ainda de acordo com ele, a população pode colaborar com a clínica doando Pet Milk – alimento substitutivo do leite para animais, ou produto semelhante. O estabelecimento é a Clínica Xodó, que fica na Rua 13 de Maio, 547, no São Benedito.

Rodrigo Domingues, Rogério Oliveira e Fernando Palmieri: resgate, encaminhamento e acolhimento dos filhotinhos (Divulgação)