Publicidade - Anuncie aqui também!
Cunha foi se despedir do itapirense
Cunha foi se despedir do itapirense
Publicidade - Anuncie aqui

O médico, atual vereador em São Paulo e ex-dirigente do São Paulo Futebol Clube, Marco Aurélio Cunha, lamentou a morte de Bellini, , falecido na quinta-feira (20) aos 83 anos,

No velório no salão nobre do Morumbi, antes do corpo do bicampeão mundial ser transladado para Itapira, ele disse que a perda de Bellini é algo “irreparável”.

“É uma perda irreparável, ao mesmo tempo em que entendemos a finitude da vida. A vida tem começo e fim, e a gente tem que entender quando isso acontece. Ficam as lembranças, ficam as palavras, as imagens e os exemplos. E, por isso, o Bellini é imortal”, disse à reportagem do Itapira News.

O corpo de Bellini foi sepultado por volta das 12h20 de sábado (22) no Cemitério da Saudade, em Itapira. Antes, houve cortejo, com o caixão percorrendo diversas ruas centrais da cidade sobre um caminhão de bombeiros.

O trajeto foi marcado pela presença de milhares de populares que aplaudiram a passagem do ídolo itapirense, principal símbolo da primeira conquista de uma Copa do Mundo pelo Brasil, em 1958, na Suécia.

O enterro teve grande acompanhamento e registrou diversas homenagens, sendo também marcado por muita emoção. Uma grande salva de palmas e coro reverenciando a memória de Bellini marcaram o último adeus ao mais famoso itapirense de todos os tempos. O cérebro do ídolo foi doado para estudos acerca da doença que sofria, Mal de Alzheimer.