Bolsonaro participou de inauguração em Itapira (Itapira News)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) esteve em Itapira na tarde desta terça-feira (6) para inauguração oficial da nova planta Farmoquímica Oncológica do Laboratório Cristália.

Ao discursar, ele afirmou que “o Brasil está sob nova direção”. “Estamos desburocratizando o Brasil”, falou Bolsonaro após tecer críticas a agências reguladoras, entre elas a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).“Quanto tempo leva (para conseguir um registro de medicamento) na Anvisa? Será que isso se justifica pelo excesso de zelo ou é só para criar dificuldade para vencer facilidade”, afirmou o presidente.

“Temos tudo para mudar o Brasil. Não existiu prazer maior agora em Osaka (Japão) por ocasião do G20, eu conversava com o (Emmanuel) Macron (presidente francês) e com a Angela Merkel (chanceler alemã) e, não da forma que eles queriam a resposta que obtiveram, eu disse a eles que o Brasil está sob nova direção”, discursou Bolsonaro.

“Não voltei para cá para demarcar mais dezenas de áreas indígenas ou quilombolas que só dividem nosso posso. O que quero para o índio é integrá-lo à sociedade e buscar parcerias com eles também para a biodiversidade e exploração dos recursos minerais”.

  • VISITA

Esta foi a primeira visita do presidente Jair Bolsonaro à região de Campinas desde que foi eleito. Ele chegou ao Cristália, às margens da Rodovia SP-147 (Itapira-Lindóia), por volta de 12h40, vindo de São Paulo, onde já havia participado de outro evento pela manhã.

O presidente foi recebido pelo co-fundador do laboratório, Ogari Pacheco, e por assessores. Um grande público formado principalmente por funcionários, além de convidados, acompanhou os discursos dele, de Pacheco e do prefeito José Natalino Paganini (PSDB).

“Nenhum país do mundo pode se considerar realmente desenvolvido se não detiver e dominar tecnologia específica. Se não investirmos, seremos eternamente caudatários do progresso dos outros. Eu diria o seguinte, presidente, mais cedo ou mais tarde a gente se vai, mas a obra fica, o legado fica”, disse Pacheco.

Vestido com um jaleco do Cristália, Bolsonaro frisou que encontrou lugar na agenda para prestigiar o evento após receber convite formulado pessoalmente pelo fundador da empresa ao lado do senador Eduardo Gomes (MDB-TO), de que Pacheco é segundo suplente no Senado Federal.

Ao lado do fundador da empresa, ele descerrou a placa inaugurativa. “O brasileiro realmente é um valente e não desiste nunca. O espírito do Pacheco nos faz mais crente, mais objetivo e mais lutador, e para isso precisamos de muita fé e isso não falta no povo brasileiro. É uma satisfação estar aqui”, destacou Bolsonaro, referindo-se ao empresário como “novo amigo”.

“O momento de hoje é para comemorar o empreendedorismo e a coragem do meu novo amigo Pacheco. Eu o elogio e cumprimento juntamente com vocês nesse empreendimento. A nova direção do Brasil e o presidente quer tirar o Estado de cima de quem produz”, disse.

Ao final do evento, o presidente recebeu uma camiseta da Ponte Preta – presente entregue pela equipe de marketing do clube campineiro – e quebrou o protocolo da segurança para cumprimentar e tirar fotos com de funcionários da empresa que assistiram à cerimônia.