Miguel, Romeu e Sérgio receberam honraria no Legislativo (Divulgação)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

A Câmara Municipal fez na noite da última quinta-feira (6) a entrega de mais três Títulos de Cidadania Itapirense. A honraria é entregue a pessoas que não são nascidas em Itapira, mas que escolheram a cidade para viver e se destacaram em suas atividades.

Os agraciados da vez foram Miguel de Arruda, Romeu Pereira de Souza e Sérgio Magnusson. O plenário ficou lotado com a presença de aproximadamente 120 pessoas que prestigiaram a solenidade – a maior parte do público era de amigos e familiares dos homenageados.

Além dos vereadores locais, também marcaram presença outras autoridades como o deputado federal Evandro Roman (PSD/PR), o ex-vereador e ex-presidente da Câmara Paulo Roberto Andrade, o ex-vereador e advogado Ariovaldo Risola, o ex-vereador Wanderley João Giovelli e o presidente da 95ª Subseção da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Walner José Consorti Godoi.

  • SOBRE OS HOMENAGEADOS

Professor Dr. Miguel de Arruda – Nascido na cidade de Assaí, no estado do Paraná, é filho do casal Armando de Arruda e Antônia Gardinalli de Arruda. Casado com Divanira Salles Rocha de Arruda, cuja união advieram os filhos Letícia (in memmorian) e Domenico.

O professor Miguel de Arruda graduou-se em Educação Física pela PUC – Pontifícia Universidade Católica de Campinas em 1975; concluiu seu mestrado em Educação Física pela USP – Universidade de São Paulo em 1990 e doutorado em Educação Física pela UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas em 1997. Em 2012 assumiu como Diretor da Faculdade de Educação Física da Unicamp.

Possui vasta experiência na área de Fisiologia, com ênfase em fisiologia do esforço, atuando principalmente nos seguintes temas: futebol, treinamento desportivo, avaliação física, antropometria e desempenho motor. Possui vínculo com renomadas Universidades por todo o Brasil, tendo mais de 90 artigos publicados em periódicos especializados, e uma centena de orientação em teses de graduação, mestrado e doutorado É autor ou co-autor de 12 livros publicados na área.

Dr. Romeu Pereira de Souza – Nascido na cidade de Coluna, em Minas Gerais, é filho de José Pereira de Souza e Hercy Lopes Pereira de Souza. É casado com Malvina Aparecida Colferai Pereira de Souza, com que teve dois filhos Thiago (in memorian) e André.

Cursou Odontologia pela Universidade Federal de Minas Gerais em Belo Horizonte, formando-se em 1964. Em 1968, formou-se em Direito pela Faculdade de Direito do Sul de Minas Gerais. Em Itapira, ministrou consultório particular por mais de 30 anos.

Foi dentista do Instituto Bairral de Psiquiatria por 35 anos, sendo administrador da entidade por três anos. Também atuou como advogado do Cristália Produtos Químicos e Farmacêuticos e assessor jurídico do Departamento de Licitações. No terceiro setor, foi o primeiro presidente da APAE – Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais de Itapira.

Professor Sérgio Magnusson – Nascido na cidade de Indaiatuba em 6 de maio de 1948, é o último dos sete filhos de Guilherme e Bertha Magnusson. Cusou os primeiros anos na Escola Rural do bairro Buru. Foi agricultor até os 25 anos. Formou-se como técnico em Contabilidade pela Escola Técnica de Comércio de Nossa Senhora da Candelária em Idaiatuba. Estudou na Faculdade de Ciências e Letras de Guaxupé, onde obteve Licenciatura em Geografia.

Veio para Itapira em março de 1975 para ministrar aulas de Educação Moral, OSPB, Prática de Escritório, Contabilidade e Geografia nas Escolas Estaduais “Pref. Antônio Caio” e “Elvira Santos de Oliveira”. Ministrou disciplinas também na Escola Estadual “Júlio de Mesquita” e nos bairros de Barão Ataliba Nogueira e Cubatão.

Foi casado com Maria Cristina Macan Magnusson, com quem teve duas filhas: Isabela (in memorian) e Priscila. Hoje é aposentado e vive com Maria Madalena Borsoi, com quem compartilhou por alguns anos a realização de eventos gastronômicos, visto que adora pilotar um fogão e especializou-se em fazer massas. Atualmente seus dotes culinários estão voltados apenas para os amigos e instituições filantrópicas da cidade.

  • SOLENIDADE

Ao abrir a cerimônia, o presidente do Legislativo, vereador Luan Rostirolla (PSB), destacou a importância do ato em honraria aos três ‘novos itapirenses’. “Situações como esta nos enchem o coração de alegria e júbilo, por termos a convicção de estarmos promovendo um ato de justiça plena e inquestionável, em consonância com a vontade popular. Neste singelo ato, estamos apenas retribuindo com admiração e imensa gratidão ao muito que já realizaram e certamente ainda realizarão por seus agora irmãos itapirenses de fato e de direito”, disse.

Solenidade na Câmara entregou novos Títulos de Cidadania (Divulgação)

Outras autoridades fizeram o uso da palavra e parabenizaram os homenageados, como as vereadoras Beth Manoel e Professora Marisol, o vereador Fábio Galvão dos Santos e o ex-vereador Ariovaldo Risola. O deputado federal Evandro Roman destacou a amizade de décadas com o Miguel de Arruda, motivo pelo qual fez questão de estar presente na solenidade. “O professor Miguel foi meu orientador de Mestrado e Doutorado. Ao longos de mais de 20 anos, construímos uma amizade sólida e eu não poderia faltar em um momento como esse”, destacou.

  • DISCURSOS

Dr. Romeu Pereira de Souza foi o primeiro a fazer uso da palavra. Relembrou do início de sua carreira no Instituto Américo Bairral e das grandes amizades que ali fizera, participantes de um mesmo ideal, principalmente com João Maria Stevanatto. “O meu amor a Belo Horizonte se somou ao amor por Itapira e desta terra eu não quis mais sair, principalmente após ter conhecido minha esposa e companheira Malvina. Já são mais de 50 anos de história. Aqui formei e criei a minha família”, destacou.

Professor Sérgio Magnusson fez questão de agradecer aos vereadores pela deferência. “Para mim é uma honra agora ser filho desta cidade que me adotou tão jovem e ainda cheio de sonhos e esperanças. Lecionei em diversas escolas da cidade e mesmo hoje aqui estou revendo muitos dos meus ex-alunos. É indescritível a gratidão que sinto. Muito Obrigado!”, disse.

Grande público prestigiou solenidade (Divulgação)

Já o professor Miguel de Arruda lembrou a infância pobre, os pais agricultores e semialfabetizados que em busca de melhores condições foram até às fazendas de café do Paraná, onde ele nasceu. Mas que ao retornar ainda menino para Itapira, teve como inspiração o professor José de Oliveira Barretto Sobrinho.

“A minha vida foi pautada pela minha profissão de fé, que no caso foi a Educação Física. Através dos estudos, do mestrado e doutorado foram abrindo portas que me levaram às melhores universidades do país. Mas tudo isso teve início com as equipes de atletismo de Itapira, com as quais fomos deca campeões estaduais. Nossa cidade sempre foi um seleiro de atletas, e aquela geração influenciou muitos. Como disse o deputado Roman, eu poderia ter ficado em São Paulo, em Campinas ou mesmo na Bélgica onde fui para desenvolver um trabalho na área esportiva. No entanto, eu escolhi Itapira, sempre disse que era de Itapira e na verdade sou eu que tenho que agradecer a esta cidade por tudo que ela me deu, inclusive minha família maravilhosa”, observou Arruda.