Projeto reajusta depósitos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (Reprodução)
Projeto reajusta depósitos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (Reprodução)
Projeto reajusta depósitos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (Reprodução)

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta terça-feira (18), em votação simbólica, substitutivo apresentado pelo relator, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), ao projeto de lei que reajusta os depósitos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) feitos de acordo com a taxa da poupança.

O índice será reajustado a partir do ano que vem e se equiparará ao da poupança em 2019. O texto do relator estabelece que os reajustes para os novos depósitos serão escalonados nos próximos quatro anos, sendo: em 2016, 4% mais Taxa Refencial (TR); 2017, 4,75% mais TR; 2018, 5,5% mais TR; e em 2019, 6%.

Os depósitos feitos até o fim deste ano continuam sendo reajustados pelas regras atuais. A nova taxa, que ainda precisará ser aprovada no Senado, valerá para os depósitos feitos a partir de 2016. Todos os líderes encaminharam suas bancadas favoravelmente à aprovação do texto do relator. A matéria segue agora para análise e votação dos senadores.

Print Friendly, PDF & Email

Publicidade - Anuncie aqui