Câmara Municipal define nova Mesa Diretora (Itapira News)
Publicidade    
Publicidade - Anuncie aqui

A Câmara Municipal de Itapira abriga na noite desta segunda-feira (3) a eleição de sua Mesa Diretora para o biênio 2019/2020. A sessão extraordinária começa às 19h00 e é aberta ao público.

Ao menos três vereadores já manifestaram interesse em participar da disputa que vai definir o novo presidente do Legislativo, bem como o primeiro e o segundo secretários, além da vice-presidência. Os nomes, contudo, somente serão oficializados após o início dos trabalhos, quando a participação é registrada.

Pelo lado da situação, Luan Rostirolla (PRB) deve ser o nome de consenso entre os governistas. Já na ala da situação, dois parlamentares dizem ter interesse na disputa: Mino Nicolai (PSL) e Rafael Lopes (PROS). O atual presidente Maurício Cassimiro de Lima (PSDB) e o suplente em exercício Dirceu de Oliveira (PMDB) são os únicos impedidos a participar.

Os demais vereadores da Casa – Beth Manoel (PSL), Professora Marisol (PSD), Carlinhos Sartori (PSDB), Toninho Marangoni (PP), César da Farmácia (PSD) – não manifestaram interesse em concorrer ao pleito interno. A tendência é que cada bancada feche em torno de um único concorrente.

Rostirolla deve contar com o apoio integral de sua bancada. Já a oposição vai precisar optar entre Lopes e Nicolai para ampliar as chances de vitória. A dúvida maior é com relação ao voto de Professora Marisol, que embora tenha sido eleita pela oposição, cada vez mais se mostra alinhada à situação.

Caso as bancadas votem alinhadas, o resultado será o empate de 5 a 5. Conforme estabelece o Regimento Interno da Câmara, neste caso haverá uma nova votação. Persistindo a igualdade no número de votos, o critério estabelecido para definir o vencedor será o número de votos recebido pelo candidato na eleição.

Neste caso, Luan Rostirolla levaria vantagem sobre Mino Nicolai, já que recebeu 831 votos nas eleições de 2016, contra 675 do colega da oposição. Se o candidato da oposição for Rafael Lopes, aí Rostirolla perderia no critério de desempate a partir da votação de 2016, uma vez que o líder oposicionista recebeu 1.747 votos.