Caminhão roubado foi encontrado em Mogi Guaçu, mas carga desapareceu (Jefferson Rodrigo/Portal Mogi Guaçu)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Caminhão roubado foi encontrado em Mogi Guaçu, mas carga desapareceu (Jefferson Rodrigo/Portal Mogi Guaçu)
Caminhão roubado foi encontrado em Mogi Guaçu, mas carga desapareceu (Jefferson Rodrigo/Portal Mogi Guaçu)
Publicidade - Anuncie aqui

Alair Junior/Portal Mogi Guaçu

Um caminhão-tanque roubado na SP-147, em Holambra (SP), foi abandonado às margens da SP-340, próximo ao Posto Rio Guaçu. O veículo foi encontrado sem a carga, no início da tarde de terça (16).

Segundo apurado, o veículo estava carregado com óleo diesel e foi roubado por uma quadrilha, nas primeiras horas da manhã desta terça-feira. O motorista Laerte Alves de Toledo Junior, 34, morador em Cosmópolis (SP), disse que foi mantido refém pelo grupo por, aproximadamente, quatro horas, enquanto o caminhão Volvo e carga eram roubados. Ele foi encontrado pela Polícia Militar Rodoviária às 10h30 e levado para a Central de Polícia Judiciária, onde narrou o ocorrido.

Conforme informações do boletim de ocorrência, o motorista trafegava pela Rodovia, por volta das 6h30, quando foi surpreendido por um GM Vectra prata, que emparelhou ao lado dele. Dois homens apontaram armas para a cabine do caminhão ordenando que a vítima encostasse o veículo. Assim que parou, o caminhoneiro foi rendido por três homens armados com uma pistola e uma escopeta.

Laerte teve a cabeça coberta com um capuz e foi colocado na parte de trás do carro, onde permaneceu por aproximadamente 40 minutos. Em seguida, foi retirado do carro e obrigado a sentar-se no chão. Após algum tempo, voltou a ser colocado em um carro, mas não sabe afirmar se era o mesmo Vectra, uma vez que permaneceu o tempo todo com a cabeça coberta.

Horas depois, ele foi libertado pelo bando e, ao retirar o capuz, percebeu que estava em uma plantação de laranja. Ouvindo o barulho de carros, Laerte caminhou em direção a uma rodovia, onde pediu ajuda. Quando a PMR o encontrou, foi informado que estava na SP-147.   Na CPJ, o caminhoneiro explicou ainda que carregou o veículo em Paulínia (SP) e seguia para Monte Alegre do Sul (SP), quando foi interceptado pelos ladrões. A carga estava avaliada em R$ 45 mil. Nenhum suspeito foi preso.