Ex-jogador foi homenageado por populares que se aglomeraram nas ruas
Publicidade - Anuncie aqui também!
Corpo de Bellini chegou ao Cemitério por volta das 12h00, sendo sepultado às 12h20
Corpo de Bellini chegou ao Cemitério por volta das 12h00, sendo sepultado às 12h20
Publicidade - Anuncie aqui

O corpo do ex-jogador de futebol Hideraldo Luiz Bellini, falecido na quinta-feira (20) aos 83 anos, foi sepultado por volta das 12h20 no Cemitério da Saudade, em Itapira.

O caixão deixou o velório, no Ginásio de Esportes Benedito Alves de Lima (Itapirão) por volta das 11h00, e foi levado no caminhão da Brigada de Incêndio, que passou por diversas ruas da área central da cidade.

O trajeto foi marcado pela presença de milhares de populares que aplaudiram a passagem do ídolo itapirense, principal símbolo da primeira conquista de uma Copa do Mundo pelo Brasil, em 1958, na Suécia.

O enterro teve grande acompanhamento e registrou diversas homenagens, sendo também marcado por muita emoção.

Uma grande salva de palmas e coro reverenciando a memória de Bellini marcaram o último adeus ao mais famoso itapirense de todos os tempos.

Centenas de pessoas foram dar o último adeus ao ídolo
Centenas de pessoas foram dar o último adeus ao ídolo

O corpo de Bellini também foi velado em São Paulo, na sexta-feira, entre 06h00 e 15h00.

Na capital, a cerimônia ocorreu no salão nobre do São Paulo Futebol Clube, time em atuou entre 1962 e 1968.

De lá, o corpo foi trazido para Itapira, onde o velório começou por volta das 21h00.

Hideraldo Luiz Bellini faleceu em São Paulo por volta das 19h50 de quinta-feira. Ele sofria de Mal de Alzheimer e estava internado desde a terça (18) em estado grave, na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em um hospital na capital paulista.

Ex-jogador foi homenageado por populares que se aglomeraram nas ruas
Ex-jogador foi homenageado por populares que se aglomeraram nas ruas

No mês passado ele havia tido alta médica após ficar 60 dias hospitalizado e passou a receber acompanhamento em casa. O quadro da doença foi piorando gradativamente e, na noite de terça-feira ele foi levado de volta ao hospital.

Há três anos, o ex-capitão da seleção já não falava e nem reconhecia as pessoas. Bellini nasceu em Itapira (SP) em 07 de julho de 1930. Foi ele o responsável por eternizar o gesto de levantar sobre a cabeça a taça da conquista, Jules Rimet.

Começou a carreira em Itapira e se tornou famoso no Vasco da Gama, onde chegou em 1952 e jogou até 1961. Depois, jogou por cinco anos no São Paulo e se aposentou no Atlético-PR, em 1969. Pela Seleção Brasileira, além da Copa de 1958, conquistou também o Mundial de 1962 e duas edições da Copa.

Ex-jogador foi homenageado por populares que se aglomeraram nas ruas
Ex-jogador foi homenageado por populares que se aglomeraram nas ruas