Casa nos Prados está abandonada e já acumula muito mato
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

Um imóvel em ruínas na Rua Socorro, região dos Prados, está tirando o sono da vizinhança. A casa – ou o que sobrou da antiga residência – está abandonada há vários anos e o terreno já abriga um verdadeiro matagal.

A preocupação maior é que o local esteja servindo de criadouro para o mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, zika e chikungunya. Aliás, moradores próximos afirmam que já foram encontradas larvas em locais que acumulam água dentro da construção – informação confirmada pela Prefeitura.

“Meu pai está com suspeita de dengue, estamos muito preocupados. Além disso, também temos medo que essa casa possa servir para ações ilícitas”, comenta uma vizinha, a cuidadora Maria Aparecida Pança, 50 anos. “Nós também já vimos muitos ratos saindo da casa, fora as baratas”, reclama.

Maria e Cristiane demonstram preocupação e cobram providências

Outra vizinha, a vendedora Cristiane Aparecida Tenório, 42, conta que há alguns meses o telhado do imóvel foi removido. “Achamos que iria ser demolida, mas o resto da casa ficou aí. Piorou a situação, pois agora chove dentro também e acumula água em outros lugares. Tem um vizinho que já encontrou cobra na casa dele. A gente suspeita também que a fiação da casa está ligada. Está feia a coisa aqui”, diz.

  • OUTRO LADO

A reportagem cobrou um posicionamento da Prefeitura sobre a situação. Em nota remetida ao Itapira News, a assessoria de comunicação da administração municipal confirmou que já foram encontradas larvas do mosquito Aedes aegypti.

“A Prefeitura tem a informar que visitou o referido imóvel no sábado (13) e durante a vistoria realmente foram encontradas larvas do mosquito Aedes aegypti. A equipe da Vigilância Epidemiológica foi acionada e compareceu ao local para fazer a coleta da amostra e aplicação de cloro para eliminar as larvas”, informa o texto.

“A Prefeitura fará a aplicação de multa ao proprietário e também a notificação para que o mesmo conclua a demolição do imóvel. Caso não cumpra no tempo determinado, o mesmo estará sujeito a uma segunda multa”, complementou o texto.

Imóvel está totamente entregue à ação do tempo