A residência do prefeito de Amparo (SP), Carlos Alberto Martins (MDB), foi alvo de um atentado com fogos de artifício na madrugada deste domingo (13).

O ataque aconteceu por volta das 3h00 e, já durante a manhã, um servente de pedreiro de 35 anos foi detido acusado de ser o autor do atentado. Ele vai responder em liberdade.

Segundo a polícia, entretanto, ele não agiu sozinho, já que havia mensagens em seu celular no qual combinava o ataque com outra pessoa, que seria mandante.

O homem alegou que é contra as medidas restritivas adotadas pelo prefeito para tentar conter o avanço da pandemia na cidade. “Acordamos com um forte barulho em mina casa. Era um atentado de alguém que tentava me intimidar lançando explosivos contra minha residência”, disse o prefeito nas redes sociais.

Antes disso, ele já havia recebido outras ameaças. O ataque foi registrado por câmeras de segurança e uma mochila abandonada nas proximidades da casa do prefeito ajudou na identificação do homem de 35 anos.

Na casa dele havia um rolo de fita idêntico ao utilizado para amarrar os rojões. Ele confessou a participação no crime. A Polícia Civil também investiga se houve uma ação coordenada a mando de empresários na cidade.

Print Friendly, PDF & Email

Publicidade - Anuncie aqui