O delegado seccional Dr. José Antônio Carlos de Souza (Foto: Arquivo/Gazeta Guaçuana)
publicidade

As investigações sobre o desaparecimento da bebê Ísis Helena, de apenas um ano e 10 meses, estão agora sob o comando do delegado José Antônio Carlos de Souza, titular da Delegacia Seccional de Mogi Guaçu.

Antes disso, o caso havia ido para a DIG (Delegacia de Investigações Gerais), que tem como delegada Edna Elvira Salgado Martins. Ela, contudo, precisou sair em férias e as investigações passam então à condução da Seccional, ainda que em conjunto com a DIG.

“Estou cuidando pessoalmente desse caso em conjunto com DIG. Os trabalhos seguem com muita intensidade, mas as investigações continuam sem informações por enquanto em razão do sigilo decretado nos autos”, disse ao Itapira News o delegado seccional nesta quinta-feira (26).

Ele enfatizou ainda que investigação foi transferida para Mogi Guaçu por conta do pouco contingente policial na DDM (Delegacia de Defesa da Mulher de Itapira). A bebê desapareceu de sua casa no dia 2 de março e até agora o caso segue sem respostas, para angústia da família e muita preocupação por parte da população.

A criança teria ficado sozinha com o avô de 90 anos em sua casa, na Rua Espanha, enquanto a mãe e avó materna saíram para ir a um supermercado. Quando retornaram, a menina não estava mais na residência e o portão estava aberto.

Desde então, foram realizadas muitas buscas, perícias e colhidos depoimentos, mas até agora, a principal pergunta do caso ainda não tem nenhuma resposta: afinal, onde está Ísis Helena?

Print Friendly, PDF & Email

Publicidade - Anuncie aqui