José Fernando Cestari foi um dos pacientes iniciais do novo serviço em Itapira (Paulo Bellini/ItapiraNews)
publicidade - anuncie aqui

O Centro de Hemodiálise de Itapira iniciou oficialmente seus atendimentos nesta segunda-feira (18). A recepção aos primeiros pacientes aconteceu por volta das 7h00, com início imediato dos procedimentos de terapia renal substitutiva.

No período da manhã, dois pacientes passaram por diálise no local. Outros quatro serão recebidos no turno da tarde e, nesta terça-feira (19), mais seis pacientes também começarão os procedimentos no espaço.

São três pacientes a cada turno, mas um deles precisou ser remanejado no primeiro ciclo. Ao todo, os 12 atendidos iniciais já haviam passado por triagem a cargo da equipe médica, de enfermagem e multidisciplinar na semana passada.

As próximas etapas consistem na triagem de outros pacientes do município que atualmente precisam se deslocar até Mogi Mirim para fazer a hemodiálise, de forma que todos passem a ser atendidos em Itapira.

O prefeito Toninho Bellini (PSD) acompanhou o início dos atendimentos. “Não tenho palavras para descrever a emoção desse momento. Esse Centro foi algo sonhado, planejado e construído para oferecer mais qualidade de vida aos pacientes que hoje fazem o tratamento em Mogi Mirim e precisam se deslocar para lá três vezes por semana. É uma grande realização para nossa cidade”, disse.

Prefeito Toninho Bellini acompanhou início das atividades do Centro de Hemodiálise (Paulo Bellini/ItapiraNews)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O início oficial dos atendimentos acontece 45 dias após a inauguração do prédio que abriga o serviço, na Rua Vitório Coppos, ao lado do Hospital Municipal.

A estrutura conta com 14 máquinas de hemodiálise e poltronas adequadas para as sessões, além de um moderno sistema de osmose reversa, considerado o ‘coração’ da unidade.

Ao todo, o Centro de Hemodiálise recebeu investimentos aproximados de R$ 3,3 milhões para a reforma do imóvel, aquisição dos equipamentos e mobiliário e contratação dos serviços.

Dona Odete Maria de Albuquerque também já começou a ser atendida em Itapira (Paulo Bellini/ItapiraNews)

Segundo a Prefeitura, para o atendimento dos 50 pacientes iniciais, o custo mensal chega a R$ 156.630,50.

O fluxo de atendimento para 50 pacientes, que é a demanda inicial da unidade itapirense, será com funcionamento de segunda a sábado das 6h00 às 18h00, divididos em dois grupos e dois turnos, sendo o primeiro grupo às segundas, quartas e sextas e o segundo grupo às terças, quintas e sábados.

 

 

Print Friendly, PDF & Email
Publicidade - Anuncie aqui