César da Farmácia passa a presidir comissão provisória do PT em Itapira
Publicidade - Anuncie aqui também!
César da Farmácia passa a presidir comissão provisória do PT em Itapira
César da Farmácia passa a presidir comissão provisória do PT em Itapira
Publicidade - Anuncie aqui

Desde a quarta-feira (28), o diretório itapirense do PT (Partido dos Trabalhadores) está sob o comando do vereador César Augusto da Silva, o César da Farmácia. A nova composição da comissão provisória foi publicada no site do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), evidenciando o ‘racha’ na legenda em âmbito local.

A passagem do comando ao vereador já era ventilada nos bastidores políticos da cidade há pelo menos dois meses, e sua confirmação despertou críticas da ex-vereadora Sônia de Fátima Calidone dos Santos, até então à frente do PT itapirense e cujo prazo da comissão provisória findou em fevereiro passado. Foi isso que deu início à articulação de César e outros correligionários para que um novo grupo comandasse o partido em Itapira. A proposta ganhou aprovação da executiva estadual do PT em São Paulo.

Com validade até 2018, a nova comissão traz três pessoas que já dirigiram o partido na cidade: José Donizete Ferreira (secretário de Organização), Marcos Roberto Centofante (secretário de Finanças e Planejamento), e Alice Tereza Palandi (secretária de Movimentos Populares). Além deles, aparece ainda Ana Marise Belinello Barros, como secretária de Formação Política.

Agora, o novo presidente do PT em Itapira quer aumenta a participação na sigla. “O objetivo será filiar novos membros e levantar o partido. O que a gente quer é que todos opinem”, disse, em entrevista ao Tribuna de Itapira.

Também ao órgão de imprensa, a Sônia criticou duramente a forma com que o assuntou foi conduzido pelo grupo que culminou na nova provisória. “O que houve foi uma molecagem de algumas pessoas dentro do Partido dos Trabalhadores. Ainda que achassem que o partido não estava indo bem. Acho que por uma questão de respeito e companheirismo, poderiam ter articulado tudo como fizeram, mas deveriam ter me comunicado e convidado para a reunião”, disse.

Apesar do aparente racha, ela garante que continuará filiada à sigla e que pretende participar ativamente das ações do PT na cidade. A ex-vereadora integra a legenda desde 1987, tendo exercido três mandatos na Câmara Municipal entre 2001 e 2012.