Córrego do Assad Alcici está com nível bem alto em razão das fortes chuvas (ItapiraNews)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

A Defesa Civil de Itapira acompanha com atenção a situação dos rios e córregos que cortam a área urbana da cidade.

Com o grande volume de chuvas nos dois últimos dias, os níveis subiram bastante, mas ainda não representam riscos de acordo com o coordenador da corporação, Ronaldo Ramos da Silva.

Mantenha-se bem informado: curta nossa página no Facebook, siga-nos no Instagram e também pelo Twitter

“Estamos monitorando os níveis dos rios e dos córregos e também os índices pluviométricos, não só de Itapira, mas também de Serra Negra, onde fica a nascente do Ribeirão da Penha. As fortes chuvas que acontecem lá refletem diretamente aqui”, disse.

Entre os córregos que cortam a cidade, o que mais chama a atenção em razão do elevado nível da água é o que fica entre a Rua José Arthur Miranda e a Avenida Alzira Martinez Moro, no bairro Assad Alcici.

O nível do Ribeirão da Penha também está bem alto e chama a atenção de quem passa pelas suas margens, especialmente na área da captação de água do Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto) e da ponte do Flávio Zacchi.

“Por enquanto, felizmente não tivemos nenhuma ocorrência relacionada às chuvas. Nosso monitoramento neste momento é mais por precaução. Caso o volume de chuvas aumente, podemos entrar no estado de alerta”, frisou Ronaldo Ramos.

Mais cedo, o Itapira News noticiou que as chuvas ocorridas nos dois últimos dias superaram todo o volume acumulado ao longo de quatro meses, entre julho e outubro. Sem contabilizar a precipitação ao longo desta terça-feira (8), foram 73,2 mm (milímetros) computados pela medição pluviométrica do Saae.

Publicidade - Anuncie aqui