Chuva interrompe estiagem de 60 dias em Itapira

Estação meteorológica registrou 6,6 mm de chuva no município

Trecho do Ribeirão da Penha na captação de água do SAAE, que também monitora a precipitação pluviométrica

Após um período de estiagem que superou dois meses, a chuva voltou a molhar o solo itapirense entre a noite desta terça-feira (15) e a madrugada desta quarta-feira (16) – ainda que em volume considerado baixo – 6,6 mm (milímetros), de acordo com registro da Estação Automática do INMET (Instituto Nacional de Meteorologia) em operação no município.

A última chuva em quantidade semelhante em Itapira havia sido registrada no dia 13 de junho – quando o índice pluviométrico chegou também à casa dos 6 mm. Nos dias 1, 8 e 25 de junho também houve registros bem tímidos de chuva – que de tão baixos, variando entre 0,2 mm e 1,4 mm, nem mesmo chegaram a ser considerados no índice pluviométrico mensal do SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgoto). Já durante todo o mês de junho, não foi registrada uma gota de chuva sequer em Itapira.

O quadro seco avançou na primeira quinzena de agosto e terminou com a chuva da última noite e madrugada, que já trouxe uma melhora significativa na qualidade do ar e proporcionou uma manhã mais amena. Relatos de leitores do Itapira News confirmaram a ocorrência de chuva, variando de garoa a força moderada, em bairros como Istor Luppi, Cubatão, Santa Marta, Penha do Rio do Peixe, Prados, Vila Izaura, Jardim Raquel, Santa Cruz e São Vicente, por exemplo. Ainda de acordo com o INMET, por volta das 8h00 desta quarta-feira a Umidade Relativa do Ar girava entre 75% e 95%. A previsão aponta para a possibilidade de pancadas de chuva isoladas ao longo do dia e também à noite. A meteorologia não prevê chuva entre quinta e sábado, mas fala em tempo encoberto e com chuvisco no domingo (20).