Ribeirão da Penha ganhou novo fôlego com chuvas recentes (Paulo Bellini/ItapiraNews)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

As recentes chuvas foram determinantes para que o nível do Ribeirão da Penha voltasse a subir e saísse de um patamar crítico que chegou a ameaçar o abastecimento da cidade.

Do preocupante 1,05 metro constatado no dia 6 deste mês, o nível agora chegou a 1.54 metro, colocando a situação em um patamar bem mais tranquilo na pequena represa da captação de água, às margens da Avenida dos Italianos.

Mantenha-se bem informado: curta nossa página no Facebook, siga-nos no Instagram e também pelo Twitter

O quadro crítico há pouco mais de 10 dias forçou o Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto) a desencadear uma operação emergencial de transposição de água de um açude para o rio, evitando que o fornecimento de água fosse interrompido.

Tanto as chuvas que caíram no município quanto as registradas nas regiões de cabeceira do rio, em Serra Negra, contribuíram para amenizar o problema e afastar o fantasma do desabastecimento.

“Choveu quase 44 milímetros e o nível subiu para 1.54 metro, isso estabilizou o nível, ficou bem mais tranquilo para captar água. As bombas usadas na transposição estão paradas desde a semana passada”, comentou o presidente da autarquia, Lucas Pereira Gardinali.

De acordo com ele, a tendência agora é de normalização com a aproximação do fim da estiagem. Ainda assim, a população deve colaborar evitando o desperdício e fazendo o uso consciente dos recursos hídricos.

Publicidade - Anuncie aqui