Carnaval de Águas de Lindoia é um dos que costuma atrair multidões: preocupação com nova onda de Covid (Arquivo/Divulgação)
publicidade

Em reunião realizada na última quinta-feira (18), prefeitos de cidades que integram o Circuito das Águas Paulista decidiram avaliar o possível cancelamento do carnaval de 2022 na região que inclui municípios como Águas de Lindoia, Lindoia, Amparo, Serra Negra e Monte Alegre do Sul, por exemplo.

Em nota, o consórcio afirma que há uma preocupação com “a grande aglomeração desse evento em específico e a dificuldade em conseguir realizar uma fiscalização adequada, o controle de vacinados, realizar aferições de temperatura, manter distanciamentos, e garantir que a região não tenha um novo surto pandêmico como vem ocorrendo na Europa”.

Outro receio é que, com o cancelamento do carnaval já confirmado em várias cidades do país, ocorra uma migração de público para as cidades do Circuito das Águas Paulista, gerando superlotação e elevando o risco de “descontrole e possível nova onda de Covid-19”.

As cidades de Holambra, Jaguariúna, Pedreira, e Socorro Sul também fazem parte do consórcio. Juntas, elas somam 889 mortes provocadas pelo coronavírus até a manhã desta sexta-feira (19).

Apesar da possibilidade de não realizar as festividades, o Consórcio de Turismo dos Municípios do Circuito das Águas Paulista informou que os meios de hospedagem, alimentação, assim como as reuniões familiares, estão autorizados a seguir com suas programações, desde que respeitem as regras sanitárias.

A decisão pela não realização da festa popular caberá a cada prefeito e o anúncio deverá acontecer na próxima semana. Na região, cidades como Valinhos e Vinhedo já anunciaram o cancelamento do evento.

Em Itapira ainda não há uma definição a respeito do tema. A Prefeitura disse que vai avaliar a situação até o fim do ano para tomar uma decisão.

Print Friendly, PDF & Email

Publicidade - Anuncie aqui