Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

Até 20h00 desta segunda-feira (29), cinco pessoas já estavam presas em decorrência do assassinato do policial militar Alan de Souza Melo, 29, ocorrido durante a madrugada em Itapira.

São três homens e duas mulheres. Uma sexta pessoa, também um homem, que seria o autor do disparo que ceifou a vida de Melo, também está detido, mas as viaturas ainda estavam em diligências até o fechamento desta matéria.

Melo foi morto ao tentar evitar um assalto no Recinto Agropecuário, onde ocorria o Itapira Rodeio Show. O policial deixou a esposa, que está grávida. Seu corpo foi transladado para a cidade natal, Bandeira do Sul (MG).

As primeiras prisões aconteceram já nos momentos seguintes ao crime. Bruno Malagueta, 24, que já tinha passagem por porte de arma, foi atingido na perna por um disparo feito pelo policial.

Ele está internado e corre o risco de ter o membro amputado. A namorada Mary Ellen Adorno, 19, também foi presa – ela tentou arrastar o comparsa para fugir do local do crime.

Já no final da tarde, em Aguaí (SP), foram presas as demais pessoas, também acusadas de envolvimento no crime. São elas: Lucas de Souza Pereira, Vitor Eduardo Alves e Natalie Maria Ferreira, todos com 19 anos. O outro homem detido ainda não foi qualificado.

A suspeita é que ele seria o dono do boné encontrado à tarde por cães farejadores da GCM (Guarda Civil Municipal) nas imediações do Recinto, em possíveis rotas por onde os demais criminosos fugiram.

Equipes de imprensa, emissoras, dezenas de viaturas e policiais permanecem na Delegacia de Polícia. A reportagem do Itapira News também segue acompanhando o caso e todas as informações referentes às prisões e ao andamento das investigações serão atualizadas oportunamente.