Cleberson e Josias marcaram presença, mas mobilização popular não vingou (Paulo Bellini/ItapiraNews)
publicidade

Uma manifestação agendada para a noite desta terça-feira (3) em Itapira não contou com a adesão popular inicialmente esperada.

A mobilização convocada via internet tinha por objetivo protestar contra a insegurança na cidade, chamando a atenção das autoridades para que adotem medidas mais enérgicas diante da onda de violência que assola o município.

A chuva, entretanto, afugentou os participantes e somente três pessoas compareceram ao ato marcado para 19h00 defronte à Câmara Municipal. No grupo criado no WhatsApp para organizar a ação havia mais de 50 pessoas.

“Acredito que o pessoal não veio por causa da chuva mesmo. Mas vamos agendar outra data e continuar cobrando melhorias na questão da segurança, pois a cidade está nas mãos dos ladrões”, disse um dos presentes, o autônomo Josias Belli, 25.

Mesmo diante do recesso dos vereadores, a ideia foi de que o local poderia servir de ponto de encontro para simbolizar a insatisfação da população diante dos problemas relacionados à segurança pública.

Outro que marcou presença foi o marceneiro Cleberson Costa, 41. “Hoje vieram apenas duas pessoas, a chuva atrapalhou, mas voltaremos em peso”, prometeu.

De acordo com ele, entre os pleitos está o pedido para que o plantão da Delegacia de Polícia volte a funcionar em Itapira apaa finais de semana e em períodos noturnos.

Desde abril do ano passado o plantão regional para registros de ocorrências de quatro cidades nestes períodos está concentrado em Mogi Guaçu, na CPJ (Central de Polícia Judiciária).

Outra ideia do grupo também é mobilizar um grupo para ir diretamente à Prefeitura para tentar uma reunião junto ao prefeito Toninho Bellini (PSD). A nova data do protesto deve ser definida em breve.

Print Friendly, PDF & Email

Publicidade - Anuncie aqui