Dr. Roberto Parentoni, fundador do escritório que completa três décadas de atuação (Divulgação)

O dia 23 de fevereiro se reveste de um significado muito especial para o advogado criminalista Dr. Roberto Bartolomei Parentoni, de 54 anos, para a esposa Debora e para os filhos Dr. Bruno Cavalcante Bartolomei Parentoni (também advogado) e Luca Cavalcante Bartolomei Parentoni, estagiário na área do Direito e estudante da tradicionalíssima Faculdade de Direito da Universidade Mackenzie, em São Paulo.

O Escritório Roberto Parentoni e Advogados, festeja na referida data exatos 30 anos de atividades, consolidando-se como referencial na seara da advocacia criminal de todo o país. Funcionando na capital paulista a partir de 1998, o escritório fundado pelo eminente jurista começou sua trajetória aqui em Itapira a partir de 1991.

Natural de São Paulo, Roberto Parentoni veio residir em Itapira com a família quando tinha 11 anos de idade. Aqui conheceu e mais tarde se casou com Débora Cavalcante Parentoni, relacionamento este que remonta desde 1985, culminando com casamento em 1994, do qual nasceram aqui mesmo em Itapira os dois filhos do casal, fato saudado pelo graduado jurista como sendo “motivo de enorme orgulho”.

Parentoni se formou pela tradicional Faculdade de Direito de Espírito Santo do Pinhal (atual Unipinhal) que à época rivalizava com a PUC de Campinas, definidas como as melhores escolas de Direito do interior paulista.

Vocacionado ao extremo, não demorou muito para que a partir da data de estreia de seu escritório demonstrasse seu talento profissional, atraindo e sendo bem sucedido na condução de causas diversas a ele apresentadas por itapirenses e também por pessoas de várias outras cidades.

Dr. Roberto Parentoni ladeado pela esposa e filhos (Divulgação)

Para dar vazão àquilo que ele mesmo define como sendo “um espectro cada vez mais amplo” de sua atuação profissional, mudou-se para São Paulo, onde se fez valer de um mantra (“na prática a teoria é outra”) dedicado à missão de defender com excelência os direitos e garantias legais de todos os clientes, oferecendo atendimento personalizado, com qualidade, respeito e atenção às suas necessidades individuais.

Seu escritório funciona no icônico Edifício Itália, um dos mais importantes da capital paulista, onde os clientes, colegas e amigos são recebidos em ambiente clássico e aconchegante. Corroborando com seu estilo discreto, Parentoni afirma que se trata-se de um escritório necessariamente compacto.  “Dada à essência da Advocacia Criminal, que é artesanal e personalíssima”, comentou.

Para fazer frente às crescentes demandas, Parentoni conta com uma equipe de profissionais atuantes. Seu escritório está estruturado de forma a atuar em todo o território brasileiro, atendendo pessoa física, empresas e seus departamentos jurídicos; órgãos governamentais e até mesmo colegas advogados, atuando em todas as esferas, instâncias e Tribunais Superiores, quer na defesa do acusado ou a favor da vítima, de maneira consultiva, preventiva e contenciosa. Aperfeiçoou-se ainda na fase de investigação, seja administrativa, de inquérito policial ou de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI).

  • Sacerdócio

Não seria exagero, nem figura de retórica afirmar que ao longo destes 30 anos de atividade profissional, Roberto Parentoni tenha feito da advocacia um sacerdócio. Paralelamente às demandas que cuida com extremo zelo, dedica-se a outras atividades relacionadas às Ciências Jurídicas. Fez pós-graduação e especializou-se em Direito Penal e Processo Penal pela Universidade Mackenzie. É professor de pós-graduação e da ESA – Escola Superior da Advocacia, onde ministra curso sobre o Tribunal do Júri.

Além disso tudo, tem se notabilizado como uma voz firme na defesa da categoria e da legalidade. É membro da OAB – Ordem dos Advogados do Brasil – Seção São Paulo, da ABRACRIM – Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas e da AASP – Associação dos Advogados de São Paulo, além de sócio Efetivo da ACRIMESP – Associação dos Advogados Criminalistas do Estado de São Paulo.

Fundou e é o atual presidente o Instituto Jurídico Roberto Parentoni (IDECRIM) onde ministra cursos de Prática Penal e do Processo Penal. Também fundou, juntamente com outros profissionais, o IBRADD – Instituto Brasileiro do Direito de Defesa (IBRADD) órgão, o qual, presidiu por duas gestões e é seu atual presidente de honra.

Toda esta bagagem fez com que fosse ainda acrescentada um outro tipo de demanda à sua já espremida agenda de compromissos, a de palestrante. Recebia anualmente, até antes da pandemia, convites para falar de temas de interesse da classe jurídica em diferentes localidades do pais.

Finalizando, Parentoni é autor de vários artigos jurídicos publicados em revistas especializadas, web e jornais, dos livros jurídicos “Prática da Advocacia Criminal” (2007), “Alterações no Processo Penal” (2008) e “Advocacia Criminal: A Arte de Defender” (2017) e “Advocacia Criminal: A Arte de Defender – 2ª edição” (2019). Tem no prelo: “A Defesa no Plenário do Júri”, “Execução Penal na Prática”. Possui uma obra em DVD, com o título “Prática da Advocacia Criminal – Box 5 volumes”.

Publicidade - Anuncie aqui