Comerciantes esperam recuperar vendas nos dias derradeiros do evento (Itapira News)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

Aproveitar a reta final da Festa de Maio para tentar alavancar as vendas. Essa é a estratégia de muitos comerciantes ambulantes do chamado ‘feirão’ do tradicional evento, cuja 130ª edição termina neste domingo (13) em Itapira.

A recessão econômica, já inimiga das vendas nos últimos anos, novamente foi o motivo apontado por vários vendedores como o motivo para o baixo volume de vendas. “Não está bom não. Pelo menos até agora, não compensou a viagem”, disparou Alencar Santos, paraibano de 58 anos que vende meias, roupas íntimas, lenços e toalhas em sua barraca instalada na Rua General Carneiro.

No ramo de brinquedos, eletrônicos e toda sorte de bugigangas, as manifestações não foram muito diferentes. “Vendi pouco até agora. A maioria das pessoas só passa, pergunta o preço, mas não leva. Vamos ver se melhora nesses últimos dias”, comentou Anderson Pereira Perez, 36, que há mais de 10 anos vem de São Paulo com a família para vender na Festa de Maio.

Movimento fraco já vem dos anos anteriores, dizem ambulantes (Itapira News)

Já no ramo alimentício, o movimento parece ter sido melhor. Já mesmo antes do quinto dia útil, que caiu na terça-feira passada, as vendas estavam mais aquecidas que nas barracas do feirão. Ao menos conforme apuração junto a vendedores de lanches, chopp, espeto e doces.

Conforme decreto editado pela Prefeitura, as barracas, trailers e similares têm até as 10h00 da segunda-feira (14) para serem desmontadas ou deixarem as vias ocupadas pelo evento. Por isso, o chamado ‘bota-fora’ – dia em que os comerciantes oferecem descontos mais atrativos para atrair a clientela – deve ocorrer mesmo no domingo, último dia da programação oficial, ou no máximo no início da manhã de segunda. “A gente vai desmontando e vendendo alguma coisinha. No final dá tudo certo”, disse um comerciante mais otimista, José Raimundo da Silva, 53, dono de uma barraca de utensílios domésticos.

A Festa de Maio começou no dia 1º deste mês. Além do feirão, o evento também reúne parque de diversões e programação cultural e religiosa. A estrutura ocupa diversas ruas do São Benedito e da Santa Cruz, provocando interdições de várias ruas.