Passarela metálica está interditada pela Defesa Civil desde 5 de julho (Paulo Bellini/ItapiraNews)
publicidade - anuncie aqui

A TKS Construtora Comércio e Locações, de Várzea Paulista (SP), deve ficar responsável pelos reparos na passarela metálica que liga as ruas Pedro Mandato e Fenízio Marchini, na região dos bairros Nosso Teto e Flávio Zacchi.

A empresa apresentou o valor global de R$ 129.299,85 pelo serviço, quase R$ 32 mil abaixo da previsão orçamentária inicial estabelecida pela Prefeitura de Itapira, de R$ 161,2 mil.

A Comissão Permanente de Licitação da Secretaria Municipal de Recursos Materiais publicou o resultado da tomada de preços na edição de segunda-feira (13) do Jornal Oficial Eletrônico de Itapira.

O certame agora está na fase recursal, com prazo de cinco dias úteis para eventuais interposições de questionamentos por parte das demais concorrentes.

A contratada terá que fornecer materiais, equipamentos e mão de obra para o serviço de reforço estrutural da passagem sobre o Ribeirão da Penha.

Além da TKS, também participaram da licitação a Construtora Construteck, com o valor de R$ 140.662,13; Dutri Engenharia Metalúrgica, com R$ 143.003,78; JEA Construtora e Incorporadora, com R$ 148.241,64; e Pmon Montagens Industriais, com R$ 149.647,51.

A passarela está interditada desde 5 de julho, depois que a Defesa Civil de Itapira foi acionada e confirmou sinais de corrosão nas ferragens.

Os recursos para a obra são provenientes do Finisa (Programa de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento) da Caixa Econômica Federal. O prazo para a conclusão dos reparos é de dois meses.

O assoalho em chapa xadrez será removido e substituído, bem como a estrutura acima do piso – postes de sustentação, corrimões, entelamento e outros equipamentos. Está prevista a instalação de piso de borracha tipo moeda sobre a chapa xadrez, para evitar escorregões.

Print Friendly, PDF & Email
Publicidade - Anuncie aqui