Motoristas arriscaram e passaram por ruas alagadas
Publicidade - Anuncie aqui também!
Alguns motoristas conseguiram passar por alagamentos
Alguns motoristas conseguiram passar por alagamentos
Publicidade - Anuncie aqui

A forte chuva da tarde desta quinta-feira (22) provocou vários pontos de alagamento em Itapira, além de outras ocorrências. Em apenas 20 minutos, o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) registrou precipitação pluviométrica de 28 mm (milímetros) e rajadas de ventos que chegaram a 70 km/h, considerado muito forte pelos órgãos técnicos.

Para se ter uma ideia, durante todo mês de outubro do ano passado, em meio à crise hídrica, o município registrou 32,8 mm de chuvas segundo o Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto). A forte chuva também veio acompanhada de granizo em diversas regiões do município. As pedras de gelo caíram em grande quantidade por alguns minutos e geraram inconvenientes ao atingir carros e vidros, por exemplo. As ruas XV de Novembro e Manoel Pereira, no Centro, e Funabashi Tokuji, no Jardim Ivete, ficaram com pontos de alagamento. Nesta última a situação foi pior e muitos motoristas resolveram não arriscar e retornaram. Outros correram o risco e passaram pela água que em determinados locais chegou a meio metro de altura.

Pedras de gelo caíram em várias regiões da cidade
Pedras de gelo caíram em várias regiões da cidade

Ao menos 15 árvores também caíram, segundo a Defesa Civil. Em um dos casos, uma árvore caiu sobre um muro do Cemitério Municipal da Saudade, que sofreu abalos. Na Rua China, Parque São Francisco, o asfalto não resistiu e estourou, provavelmente devido à forte pressão nas galerias subterrâneas com o grande volume de água. Destelhamentos em estabelecimentos comerciais também foram relatados, bem como alagamentos em residências. Em alguns bairros também faltou energia elétrica. Felizmente, não foram registrados casos mais graves ou envolvendo vítimas, por exemplo. Até a publicação desta matéria a chuva continuava, porém , em bem menor intensidade.