Publicidade - Anuncie aqui também!
Perseguição passou por diversas ruas centrais e em bairros da cidade (Reprodução)
Perseguição passou por diversas ruas centrais e em bairros da cidade (Reprodução)
Publicidade - Anuncie aqui

O comandante do 26º BPM/I (Batalhão de Polícia Militar do Interior), tenente-coronel Cícero Barboza, classificou como dentro do padrão o procedimento adotado por policiais militares que perseguiram dois suspeitos em uma motocicleta por diversas ruas de Itapira.

O caso ocorreu na última terça-feira (20) e o acompanhamento feito por duas motocicletas da ROCAM (Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas) foi gravado por uma câmera acoplada no capacete de um dos policiais. As imagens, contudo, acabaram circulando pelas redes sociais e geraram grande repercussão. A polêmica ficou por conta da perseguição em alta velocidade por vias movimentadas, fomentando posições contrárias e em defesa à atitude dos agentes de Segurança Pública.

Os dois suspeitos acabaram detidos após a fuga, além de um terceiro indivíduo que, segundo o boletim de ocorrência, gerou tumulto no momento da abordagem. Todos foram liberados após prestarem depoimento na Delegacia de Polícia. O condutor da moto em fuga portava um cigarro de maconha. “Os policiais militares possuem treinamento de condução de motocicleta em situação de emergência e adotaram os procedimentos operacionais padrão preconizados pela instituição, no que tange a transmissão de dados, na rede de rádio, dos evadidos para a realização do cerco policial, bem como do acompanhamento do veículo em fuga, fazendo sempre o uso dos sinais sonoros e luminosos das viaturas”, informou o comandante em nota remetida ao Itapira News na tarde desta quinta-feira (22), diante da grande repercussão do vídeo na internet.

O vídeo começou a circular na quarta-feira (21). A perseguição começa no bairro dos Prados e termina em outro extremo da cidade, já na região do Conjunto Habitacional ‘Flávio Zacchi’. Os dois suspeitos que ocupavam uma Honda/CG não obedeceram ao sinal de parada manifestado pelos policiais e empreenderam fuga. Durante o trajeto, os suspeitos trafegam na contramão pela Rua Comendador João Cintra e passam até pelo corredor exclusivo de ônibus do terminal central, avançando os semáforos e cruzando vias movimentadas em alta velocidade. Segundo a PM, os ocupantes da moto também dispensaram entorpecentes enquanto fugiram das guarnições. “(Os suspeitos) acabaram por desobedecer a ordem legal de parada e evadiram-se em alta velocidade pelas vias públicas, dirigindo de forma perigosa, colocando em risco os pedestres e os demais condutores de veículos e dispensando alguns invólucros nas vias, os quais aparentavam serem drogas”, completou o comandante.

Imagem mostra momento em que suspeitos caem da moto em fuga da PM (Reprodução)
Imagem mostra momento em que suspeitos caem da moto em fuga da PM (Reprodução)

Além de circular por aplicativos de celular, o vídeo também foi publicado no Youtube, mas foi retirado depois que o caso ganhou repercussão. A perseguição só termina na Rua Rosalina Rocha Vieira, já no Flávio Zacchi, quando o ocupante da garupa da moto em fuga tenta pular do veículo, com o piloto da motocicleta se desequilibrando e indo de encontro a um carro que estava devidamente estacionado. Os dois sofrem queda e são abordados. As imagens mostram ainda a aglomeração de populares que acompanham a ocorrência. Outro vídeo do mesmo caso, gravado por populares e distribuído em redes sociais, mostra um princípio de tumulto no local e outras viaturas chegam para prestar apoio. Segundo a PM, a confusão ocorreu quando um terceiro indivíduo tentou remover a motocicleta dos suspeitos do local sem a devida autorização. Ele foi revistado e portava um cigarro de maconha. Os três indivíduos com idades entre 18 e 24 anos foram detidos, passaram por exame de corpo de delito e foram conduzidos à Delegacia de Polícia. Foi elaborado boletim de ocorrência por direção perigosa, desobediência, condução de veículo sem permissão (CNH) e porte de entorpecentes. Os suspeitos foram liberados por determinação do delegado Antonio Aparecido de Souza.

O comando do 26º BPM/I reforçou que a atuação dos policiais foi correta e seguiu todos os procedimentos estabelecidos. “Em determinado momento o garupa pulou da motocicleta em movimento, tendo o condutor se desequilibrado, vindo ambos a cair ao solo e a dada motocicleta a chocar-se contra um veículo que se encontrava devidamente estacionado pela via pública. Neste ínterim, os fugitivos ainda tentaram evadir-se a pé, contudo foram detidos, ocasião em que foram submetidos à busca pessoal, onde foi constatado que o condutor portava um cigarro de maconha e que não possuía Permissão para Dirigir ou a Carteira Nacional de Habilitação, sendo então tomadas as medidas administrativas cabíveis e evitando que um mal maior viesse a acontecer. Insta esclarecer que este comando prima pela preservação da vida, da integridade física e da dignidade da pessoa humana”, finalizou a nota.

Publicidade - Anuncie aqui