Chikungunya: mais um caso confirmado na cidade (Ilustração)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

A Divisão de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde de Itapira confirmou o nono caso de Chikungunya na cidade. A doença acometeu um homem, idoso de 79 anos, residente na região da Vila Penha do Rio do Peixe. Os casos são contabilizados desde 2015.

Segundo a pasta, o homem apresentou os sintomas iniciais no dia 12 de outubro, sendo hospitalizado e permanecendo internado durante nove dias. “O paciente encontra-se estável, apesar de demonstrar ainda traços de paralisia em membros inferiores”.

As amostras colhidas foram enviadas ao Instituto Adolfo Lutz e o laudo positivo chegou nesta semana. Do total de casos neste ano, até agora, seis pacientes foram contaminados no próprio município e os outro três em outras regiões.

a febre Chikungunya é uma doença parecida com a dengue, causada pelo vírus CHIKV, da família Togaviridae. Seu modo de transmissão é pela picada do mosquito Aedes aegypti infectado e, menos comumente, pelo mosquito Aedes albopictus.

Seus sintomas também são semelhantes aos da dengue: febre, mal-estar, dores pelo corpo, dor de cabeça, apatia e cansaço. Porém, a grande diferença da febre Chikungunya está no seu acometimento das articulações: o vírus avança nas juntas dos pacientes e causa inflamações com fortes dores acompanhadas de inchaço, vermelhidão e calor local, podendo também provocar paralisias.