Publicidade - Anuncie aqui também!
Consumo indiscriminado de whey protein pode gerar riscos (Reprodução)
Consumo indiscriminado de whey protein pode gerar riscos (Reprodução)
Publicidade - Anuncie aqui

Preocupados com o corpo mais definido e sem gorduras extras, os chamados, atualmente, de geração fitness costumam ter uma rotina regrada de exercícios físicos, além, da mudança na alimentação. Assim, muitos esportistas assíduos recorrem à suplementação e podem exceder a quantidade recomendada para conquistar os objetivos.

O whey protein é um suplemento composto de proteínas do soro do leite e sem a adição de gordura. Logo, acaba fornecendo menos gordura quando comparado a outras fontes de proteína animal na alimentação. As proteínas de origem animal podem ser encontradas nos peixes, aves, carnes, ovos, além, do leite e seus derivados. Quando usamos carnes magras e laticínios magros, o consumo de gordura também é reduzido.

“A recomendação diária de proteínas inclui três porções de leite e derivados magros (1 copo de leite desnatado, 1 fatia de ricota e 1 iogurte desnatado) somadas, entre uma a duas porções médias de carnes magras (1 filé de peixe ou 1 filé de frango ou 1 bife médio). Além de uma porção de alimentos fontes de proteínas vegetais, como feijões, soja e demais leguminosas (1 concha de feijão)”, recomenda a Camila Gracia, nutricionista do HCor.

“A ingestão da proteína é aconselhada após a atividade física, acompanhada do carboidrato, assim ajuda a acelerar na recuperação do músculo que foi exercitado, propiciando ganho da massa muscular”, esclarece o Diego Barros, fisiologista do Esporte do HCor. Já para antes do treino, o consumo de carboidratos é indicado para dar energia ao atleta, uma vez que não é recomendado treinar em jejum.

O consumo exagerado e a longo prazo de suplementos pode favorecer situações adversas ao organismo, como o ganho de peso e gordura corporal, desencadeamentos de processos inflamatórios e perda do desempenho renal. Os rins exercem a função de eliminar toxinas do nosso corpo e o excesso de proteínas pode comprometer esta atuação.

Procure um profissional habilitado para melhorar seu desempenho esportivo e avaliar se você é um candidato à suplementação. Será levado em conta seus treinos, sua alimentação e sua composição corporal. Nunca tome suplementos sem acompanhamento profissional.