Parte da briga foi registrada por câmeras de segurança (Reprodução)
Publicidade    
Publicidade - Anuncie aqui

O corpo do artista de rua Adriano Ribeiro da Silva, de 36 anos, morto em decorrência de um grave trauma sofrido durante uma briga em um cruzamento de Mogi Guaçu, será sepultado na tarde desta segunda-feira (16) em Itapira, no Cemitério Municipal da Saudade.

O sepultamento ocorrerá em Itapira, às 17h00, por ser a cidade em que reside parte de sua família. Ele, porém, residia atualmente em Mogi Guaçu e deixa os pais, uma irmã e três filhos, entre outros familiares. Adriano era natural de Pouso Alegre (MG).

Conhecido como ‘Caubói’, ele era palhaço malabarista e ganhava a vida nos semáforos do vizinho município. Porém, no último dia 8, se envolveu em um desentendimento depois que um de seus malabares atingiu o veículo de um homem de 56 anos, João Clodoaldo Guindini.

O caso aconteceu na região central da cidade. O palhaço teria levado um chute no queixo, golpe desferido pelo homem enquanto ele se abaixava supostamente para apanhar um taco com a intenção de agredir o motorista. Adriano caiu para trás, próximo ao meio fio, já estático e foi socorrido. Permaneceu uma semana internado em estado grave na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da Santa Casa de Mogi Guaçu e morreu na noite da última segunda-feira (15).

O caso foi registrado inicialmente como lesão corporal, com o agressor sendo liberado. Ele afirmou que o palhaço tentou agredi-lo primeiro, tendo somente reagido ao ataque. Imagens gravadas por câmeras de segurança mostram apenas parte da ação, que agora segue sob a investigação da Polícia Civil.