Corpo foi retirado das águas por bombeiros: triste fim da procura por Murilo (Paulo Bellini/ItapiraNews)
publicidade

O corpo encontrado na represa entre Itapira e Mogi Guaçu na manhã deste sábado (26) era do jovem Murilo Henrique de Paula Bento, de 23 anos, que estava desaparecido desde o dia 10 de fevereiro.

A identificação veio logo após o cadáver ser retirado das águas por uma equipe do Corpo de Bombeiros. Ele vestia as mesmas roupas do dia em que foi visto pela última vez – bermuda jeans e camiseta com o símbolo do Corinthians.

O corpo estava enrolado em uma lona plástica e foi avistado por pessoas que navegavam pela represa em um barco.

Peritos do IC (Instituto de Criminalística) realizaram a perícia técnica no local e o corpo foi removido pelo Serviço Funerário Itapirense ao IML (Instituto Médico-Legal) para exames e posterior liberação à família.

Murilo residia na região do bairro Nosso Teto, em Itapira, e desapareceu depois de sair para ir a uma casa noa região do bairro Flávio Zacchi, onde iria fazer uma cobrança.

Segundo a família, ele trabalhava em uma oficina e, à noite, atuava como motoboy. A moto que ele estava, uma Honda/Titan placa DOP-9814, também desapareceu e até agora não foi encontrada.

Agora, o SIG (Serviço de Investigações Gerais) da Delegacia de Itapira deve confirmar a linha de investigação que já vinha sendo adotada, de provável homicídio.

A Polícia Civil, inclusive, já pediu a prisão de um homem que é suspeito de ter envolvimento com o desaparecimento do rapaz. A prisão temporária foi decretada pela Justiça e o homem está foragido. O nome do suspeito não foi divulgado por se tratar ainda de uma investigação em curso.

Print Friendly, PDF & Email

Publicidade - Anuncie aqui