Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

O corpo de um homem encontrado nas águas do Rio Mogi Guaçu, na região da represa entre Itapira e Mogi Guaçu, foi identificado. Trata-se de Wilmar Fonseca Júnior, que tinha 31 anos e estava desaparecido há pelo menos uma semana.

Egresso do sistema prisional em outubro do ano passado, o homem foi encontrado com os pés e mãos amarrados na última segunda-feira (25).  Após a retirada do corpo do rio por agentes do Corpo de Bombeiros, exames no IML (Instituto Médico-Legal) de Mogi Guaçu revelaram ainda a presença de ferimentos na região da cabeça.

Inicialmente, não havia identificação da vítima, que foi encaminhada pelo Serviço Funerário Itapirense ao Necrotério do Cemitério da Saudade e chegou a ser sepultado na manhã de quarta-feira (27) no Cemitério da Paz.

Porém, no final da tarde uma irmã do homem compareceu à Delegacia de Polícia de Itapira e fez contato com a equipe do SIG (Serviço de Investigações Gerais). Por meio de fotografias e tatuagens que Fonseca tinha pelo corpo foi possível a confirmação de sua identidade. Diante da reviravolta no caso, o corpo será exumado para um novo sepultamento conduzido por familiares em Mogi Guaçu.