Equipe do CREM atua junto a mulheres em situação de violência (Divulgação)

A equipe do CREM (Centro de Referência Especializado da Mulher) deu início neste mês ao Programa Visita Solidária, que consiste basicamente no monitoramento do cumprimento de medidas protetivas concedidas a mulheres vítimas de violência.

Fruto de uma parceria entre as secretarias municipal de Promoção Social e de Defesa Social, o programa é desenvolvido juntamente com a GCM (Guarda Civil Municipal) como forma de atuar preventivamente.

“Tem por objetivo monitorar o cumprimento das normas penais (medidas protetivas) que garantem a proteção da mulher e a responsabilização do agressor e também proporcionar o acolhimento humanizado e orientação das vítimas sobre os serviços municipais disponíveis”, destaca a Prefeitura.

o programa foi lançado oficialmente no dia 2 de julho com a presença do prefeito Toninho Bellini (PSD) e do presidente da OAB (Ordem dos Advogados de Itapira), Walner José Consorti de Godoy.

“O programa é voltado à proteção da mulher itapirense em situação de violência através da atuação preventiva da Guarda Civil Municipal contra todas as formas de violência (física, psicológica, sexual, moral e patrimonial)”, complementa a administração.

Uma equipe composta por quatro GCMs (duas mulheres e dois homens) receberam capacitação especial oferecido pela advogada e voluntária do CREM, Vivian Nicolai. Na prática, toda mulher que obtiver uma medida protetiva receberá visita domiciliar feita por dois guardas municipais e um técnico do CREM.

Programa Visita Solidária foi lançado no início deste mês (Divulgação)

“Nessa visita elas serão orientadas sobre como funciona essa medida e quais serviços estão disponíveis para elas no Centro. O agressor também será visitado e receberá orientações acerca das consequências do descumprimento da medida”, explica a secretária municipal de Promoção Social, Regina Ramil Marella.

De acordo com ela, as visitas ocorrerão de forma periódica. O prefeito Toninho Bellini ressaltou a importância de mais esse projeto que vem somar com o que hoje já é ofertado no CREM.

“Trata-se de programa inovador e de muita importância para de fato ajudar a combater os atos de violência contra mulher”, afirmou o prefeito.

Ele também destacou que essa é uma das prioridades de seu governo. “Atuar com políticas públicas para mulheres, especialmente as vítimas de violência, é uma das prioridades de nosso governo e queremos ampliar cada vez mais os serviços nessa área para que possamos ter uma diminuição de casos na cidade”, completou.

  • SOBRE CREM

Inaugurado no dia 30 de abril, o CREM (Centro de Referência Especializado da Mulher) é um espaço destinado ao acolhimento e atendimento humanizado às mulheres vítimas de violência.

Foi criado para ser a referência de apoio a elas, promovendo principalmente a sustentabilidade das mesmas e encaminhamentos necessários para a superação da situação vivida.

Para isso, conta com uma equipe técnica especializada para proporcionar amparo e proteção a todas e ofertar serviços de atendimento social, orientação psicológica, encaminhamentos jurídicos, oficinas e cursos profissionalizantes.

O CREM está localizado na Rua Ribeiro de Barros, 62, defronte ao Parque Juca Mulato) e o telefone para contato é o 3843-2148. A página do Facebook pode ser acessada aqui.

Publicidade - Anuncie aqui