Projeto itapirense ganhou destaque durante apresentação (Divulgação)
publicidade

Na última segunda-feira (25), Itapira ganhou destaque no Programa Regional elaborado pelo Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) e a FGV (Fundação Getúlio Vargas), com o projeto ‘Mães à Obra’.

O projeto, desenvolvido com mulheres do Serviço de Convivência do CRAS III, na região do Istor Luppi, tornou-se destaque durante a apresentação dos planos de ação de três cidades da Baixa Mogiana (Itapira, Mogi Guaçu e Mogi Mirim).

“A apresentação do ‘Mães à Obra’ foi bem elogiado pela equipe do Sebrae e da FGV, visto que já apresenta resultados positivos. Por isso, recebemos o convite para levar nossa experiência para municípios de outras regiões do estado que também estão participando do referido Programa”, comentou a secretária municipal de Promoção Social, Regina Ramil Marella.

O projeto itapirense ganhou destaque durante a apresentação (Divulgação)

O plano de ação foi aprovado em março do ano passado pelo prefeito Toninho Bellini (PSD) e tem como objetivo articular uma rede de agentes regionais com foco na implementação de políticas públicas voltadas ao fomento do empreendedorismo em quatro eixos prioritários – inclusão produtiva, compras governamentais, desburocratização e governança.

O projeto é desenvolvido através da Secretaria Municipal de Promoção Social, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e da sociedade civil em parceria com a empresa Haes Brasil.

Na prática, a empresa fornece a matéria prima e o treinamento à educadora social para que ela replique o conhecimento entre as mulheres participantes do projeto. As peças produzidas são remuneradas pela empresa e essa renda auxilia as participantes e suas famílias.

“A inclusão produtiva é extremamente importante, especialmente levando em conta o cenário atual em que muitas pessoas estão desempregadas em razão da pandemia”, completou Regina.

Print Friendly, PDF & Email

Publicidade - Anuncie aqui