Apolinário falou a estudantes do 3º ano do Fundamental do Anglo Itapira (Divulgação)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Apolinário falou a estudantes do 3º ano do Fundamental do Anglo Itapira (Divulgação)
Apolinário falou a estudantes do 3º ano do Fundamental do Anglo Itapira (Divulgação)
Publicidade - Anuncie aqui

do Megaphone Cultural

Pouco mais de 20 alunos do 3º ano do Ensino Fundamental do Colégio Anglo assistiram, na tarde da última segunda-feira (5), a uma palestra que abordou a formação de Itapira, desde sua fundação até o final do século passado.

A preleção ficou a cargo do diretor do Museu Histórico e Pedagógico ‘Comendador Virgolino de Oliveira’, Eric Lucian Apolinário, que atendeu convite formulado pela direção da instituição de ensino.

Durante a atividade, os pequenos estudantes tiveram acesso a um material fotográfico da antiga Penha do Rio do Peixe – como Itapira era chamada andes da mudança de nome motivada pelo assassinato do delegado abolicionista Joaquim Firmino de Araújo Cunha, em 1888.

Apolinário discorreu para os alunos sobre momentos importantes da história itapirense e também mostrou pontos de interesse para a cidade, tanto do ponto de vista histórico como cultural. “Falei sobre a antiga sesmaria, ainda no final do século 18, sobre a ocupação das terras quando a cidade ainda era uma vila pertencente à Mogi Mirim. Fazendo todo um panorama histórico, passamos pela presença das famílias portuguesas na cidade; instalação do povoado de Nossa Senhora da Penha de Mogi Mirim; depois a emancipação e mudança de nome para Penha do Rio do Peixe; sobre a escravidão nas fazendas; Joaquim Firmino e consequente mudança de nome para Itapira. Passamos pela imigração, falando das famílias italianas e de outros países. E concluí com uma introdução do que era a Itapira do início do século 20”, comentou Apolinário. De acordo com ele, a atividade foi bastante proveitosa, com os alunos demonstrando muito interesse sobre todos os assuntos abordados e fazendo perguntas. A palestra durou cerca de 45 minutos.