Avenida Paulista, em São Paulo, abrigou protesto contra a PEC 241 (Roberto Parizoti/CUT)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Avenida Paulista, em São Paulo, abrigou protesto contra a PEC 241 (Roberto Parizoti/CUT)
Avenida Paulista, em São Paulo, abrigou protesto contra a PEC 241 (Roberto Parizoti/CUT)
Publicidade - Anuncie aqui

Uma audiência pública para debater os reflexos, na sociedade, da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) 241, foi confirmada para a noite desta quarta-feira (26) em Itapira.

O evento acontece a partir das 19h00 na Câmara Municipal, sob a organização do movimento ‘Itapira Contra a PEC 241’. A preleção ficará por conta da jornalista Maria Rehder, mestre em Direitos Humanos e Democratização pela Universidade de Padova, na Itália.

O texto-base da polêmica proposta foi aprovado na Câmara dos Deputados na noite da última terça-feira (25). Na prática, a medida estabelece novo teto para o gasto público, que terá como limite a despesa do ano anterior corrigida pela inflação. O evento em Itapira é aberto a toda a comunidade. A Câmara Municipal fica na Rua João de Moraes, 404, no Centro.

Outras informações pela página oficial do evento no Facebook. A palestrante também é especialista em Gestão da Comunicação, Educação e Cultura pelo Departamento de Educação e Comunicação da USP (Universidade de São Paulo). Há 16 anos integra como pesquisadora o Núcleo de Comunicação e Educação da USP e atualmente é membro do Conselho Científico Deliberativo da Associação Brasileira dos Pesquisadores e Profissionais em Educomunicação.

Bacharel em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, Maria acumula experiência em cooperação internacional e ativismo em Direitos Humanos. No Brasil, também atuou como jornalista dos veículos DCI, Canal Futura, Jornal da Tarde, Estadão e foi vencedora dos prêmios da Union Catholique Internationale de la Presse pelos artigos de educomunicação publicados na coluna ‘Pais e Mestres’ do Jornal da Tarde; Prêmio Laura Russo de Jornalismo em reconhecimento pelo trabalho jornalístico realizado no Estadão em defesa das bibliotecas das escolas públicas e Prêmio do Movimento Orgulho Autista por melhor reportagem sobre inclusão.