Ambulatório Pós-Covid faz balanço positivo da primeira quinzena de atendimentos (Divulgação)

Em sua primeira quinzena de funcionamento, o Centro de Atendimento Multidisciplinar para Pacientes com Síndromes Pós-Covid, também chamado de Ambulatório Pós-Covid, atendeu 29 pessoas das quais oito já tiveram alta.

Embora tenha sido oficialmente inaugurado no dia 8 de junho, o espaço iniciou suas atividades no dia 1º do mesmo mês e as avaliações até agora são bastante positivas.

O ambulatório é voltado ao atendimento de pacientes egressos das alas Covid (UTI e Enfermaria) do Hospital Municipal e que apresentam algum tipo de sequela depois que se curaram da doença.

O serviço é considerado pioneiro na região e reduz o encaminhamento de pacientes para tratamento fora do município, no como AME (Ambulatório Médico de Especialidades), por exemplo, garantindo melhor acompanhamento e menos desgaste do paciente e sua família.

Entre as oito altas até agora, cinco são da área de fisioterapia e nutrição e três da especialidade de pneumologia. “Dessas cinco que tiveram altas de fisioterapia e nutrição estamos aguardando exames para verificar a condição pulmonar”, explica a enfermeira Carmem Myrella Aparecida dos Santos, que integra a equipe do serviço.

Situado no Centro de Especialidades Médicas ‘Dr. Ronalde Monezzi’, ao lado do Hospital Municipal, o Ambulatório Pós-Covid funciona sob a coordenação da médica pneumologista Eliane Maria de Oliveira e conta com enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas e assistentes sociais.

Nesse momento, somente os pacientes egressos do Hospital Municipal são atendidos no local. A Secretaria Municipal de Saúde avalia meios para ampliar o atendimento em razão da alta demanda.

Dos pacientes atendidos nesses primeiros 15 dias, os principais sintomas da Síndrome Pós-Covid apresentados foram falta de ar, cansaço, fadiga muscular e dor nas pernas. “Nós fazemos esse primeiro atendimento e encaminhamos para consulta com todos os demais profissionais do ambulatório”, explicou Carmem.

Em relação à avaliação dos pacientes, a enfermeira afirmou que a receptividade de todos tem sido excelente. “Muitas vezes os pacientes saem do Hospital sem saber muito o que fazer para retornar em suas atividades diárias. E ter esse serviço no município faz com que eles se sintam mais acolhidos pela cidade e é muito menos desgastante para eles ser tratados aqui do que ter que se dirigir para outras cidades”.

O fluxo de atendimento do Ambulatório Pós-Covid é iniciado pelo Serviço Social que já atua nas alas Covid do Hospital Municipal. Quando há indicação médica, os pacientes saem com encaminhamento para o ambulatório e consultas agendadas pelas assistentes sociais.

Publicidade - Anuncie aqui