Munhoz e França em evento na capital paulista, em fevereiro deste ano (Divulgação)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

Após 15 anos, o deputado estadual e ex-prefeito de Itapira, José Antônio Barros Munhoz, anunciou sua saída do PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira) para se filiar ao PSB (Partido Socialista Brasileiro) em apoio ao vice-governador Márcio França, que na próxima sexta-feira (6) assume o Palácio dos Bandeirantes em substituição ao governador Geraldo Alckmin, que deixa o cargo para concorrer à Presidência da República em outubro.

Sua filiação ao PSB está prevista para quarta-feira (4). A saída de Munhoz do ninho tucano tem relação direta também com a definição de João Dória, prefeito de São Paulo, como o candidato do PSDB ao Governo do Estado. “Parto de coração aberto, sem mágoa e só com gratidão ao PSDB, mas não posso concordar com a candidatura de João Dória, que se comprometeu a ficar na Prefeitura os quatro anos. Ele não tem o direito de descumprir este compromisso. Parto para o PSB, meu novo partido, para apoiar Mário França, disse em vídeo publicado nas redes sociais (assista abaixo).

Pela sigla tucana, à qual se filiou em 2003, Munhoz foi subprefeito de Santo Amaro – distrito da capital paulista, tendo sido reeleito deputado estadual em 2006, 2010 e 2014. Na Assembleia Legislativa, presidiu a Casa por dois mandatos consecutivos e foi líder dos governos José Serra e Geraldo Alckmin – condição que segue ocupando. O deputado também vai disputar as eleições desde ano para tentar continuar na Assembleia.