Alunos fizeram passeata até o Centro, onde se concentraram em manifestação (Itapira News)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

Um grupo de estudantes da Escola Estadual ‘Pedro Ferreira Cintra’, em Itapira, se organizou para uma manifestação na manhã desta sexta-feira (22).

A turma composta por quase 40 adolescentes, alunos do 9º ano do Ensino Fundamental II e do 1º ao 3º anos do Ensino Médio, saiu em uma passeata iniciada defronte à unidade escolar, na Vila Ilze, com direção à Praça Bernardino de Campos, no Centro.

A pauta do protesto foi especialmente direcionada à posição contrária com relação à Reforma da Previdência, mas também englobou o pedido por mais segurança nas escolas, de forma geral, em alusão ao massacre ocorrido em Suzano (SP) na semana passada.

Com cartazes e gritos de ordem, eles caminharam até a Praça Bernardino de Campos, onde se concentraram para chamar a atenção dos motoristas e transeuntes para os temas abordados.

“Estamos reivindicando mais segurança nas escolas, pois há muitos alunos com medo, e também firmando nossa posição contrária à Reforma da Previdência que prejudica o trabalhador, incluindo nossos professores. Alguns de nossos professores hoje também estão protestando em São Paulo e nós resolvemos declarar nosso apoio com esse ato aqui”, comentou a estudante Maiara Silva, 16.

O cronograma pela manhã ainda englobou uma encenação teatral sobre o atentado ocorrido na Escola Estadual ‘Raul Brasil’, no qual um adolescente de 17 anos e um jovem de 25 invadiram a unidade e abriram fogo, matando oito pessoas e cometendo suicídio em seguida.