Inaugurado ano passado, Caami segue sem previsão de funcionamento (Paulo Bellini/ItapiraNews)

Dois equipamentos voltados ao atendimento no âmbito dos animais em Itapira seguem sem previsão de entrar em funcionamento.

Tanto o Castramóvel quanto o Caami (Centro de Acolhimento de Animais do Município de Itapira) ainda não iniciaram suas atividades na cidade.

No caso do Castramóvel, o consultório móvel para esterilização gratuita de cães e gatos chegou ao município em dezembro de 2019 e, desde então, está empacado em burocracias que impedem seu funcionamento.

“A empresa que havia ganhado a licitação (para gerenciar o serviço) desistiu e agora a Secretaria de Recursos Materiais terá que fazer novo trâmite para contratação da empresa especializada para este fim”, disse a Prefeitura diante de questionamento do Itapira News.

Castramóvel ainda aguarda para começar a funcionar (ItapiraNews/Arquivo)

No início do ano, a própria administração chegou a divulgar que o Castramóvel deveria iniciar suas operações em março, mas as expectativas foram frustradas. No fim do ano passado, a Prefeitura também abriu pré-cadastro para os interessados em esterilizar seus animais.

Em poucos dias foram centenas de registros efetuados, mas agora a administração diz que a demanda ainda está sendo identificada.

O equipamento foi adquirido com recursos na ordem de R$ 150 mil, oriundas de emenda parlamentar do deputado federal Ricardo Izar (PP) a pedido da então vereadora Professora Marisol (PSDB).

  • CAAMI

Já com relação ao Caami, construído ao lado do Almoxarifado Municipal, o problema está relacionado à estrutura, ainda segundo argumentos da Prefeitura.

O local, entretanto, chegou a ser inaugurado às vésperas das eleições, em novembro do ano passado, pelo então prefeito José Natalino Paganini (PSDB).

Já a atual administração diz que a construção ignorou determinados aspectos necessários à atividade para a qual se destina. Um dos exemplos apontados é que os canis não possuem ralos suficientes para escoamento da água.

O espaço, de acordo cm a Prefeitura, também segue sem data para funcionar. “Algumas reformas e adaptações no local são necessárias para que possa ser colocado em funcionamento, mas no momento não possuímos dotação orçamentária para essa obra”, diz nota.

O Caami também foi conquistado a partir de gestão da agora ex-vereadora Marisol, com recursos na ordem de R$ 430 mil via emenda parlamentar do deputado estadual Barros Munhoz (PSB).

Publicidade - Anuncie aqui